Connect with us

Cinema e TV

Ansel Elgort: “as pessoas são realmente estúpidas com seus telefones, incluindo eu mesmo”

Confira a entrevista com o gato e todo o elenco de “Homens, Mulheres & Filhos”

Published

on

ansel elgort em novo filme
ansel elgort em novo filme

Foto: Divulgação

 

 

Você sabia que o lindo Ansel Elgort já está pronto para o próximo trabalho? Conversamos com o ator e todo o elenco do filme “Homens, Mulheres & Filhos”! Vem ver o bate-papo:

Você teve uma surpresa quando recebeu o roteiro de ‘Homens, Mulheres e Filhos’, sobre como o roteiro era honesto e observador?
Elena Kampouris (interpreta a líder de torcida Allison Doss, que encontra apoio através das comunidades ‘Pro-Ana’ e “Thinspiration’, onde as mulheres encorajam a anorexia umas das outras): Só sei que, para mim, quando li o roteiro pela primeira vez, fiquei chocada por sua ousadia. Senti como se o roteiro estivesse cobrindo muitas questões pesadas com cada personagem e achei interessante como ele esclarecia a disfunção que cada personagem tinha. E achei realmente muito interessante o quanto podia me identificar com as coisas. Mesmo sendo desconfortável e muitas das coisas sendo muito intensas e estranhas, o roteiro é fiel à vida real, portanto fiquei muito atraída por ele.

Kaitlyn Dever: (Interpreta Brandy Beltmeyer, cuja mãe Patricia (Jennifer Garner) monitora todas suas comunicações, levando-a a criar uma identidade secreta no Tumblr): Bem, sim, quando li o roteiro pela primeira vez, definitivamente pensei que era muita coisa a ser abordada em um único roteiro, mas é isso que faz ele ser tão legal e maravilhoso. Não frequentei o ensino médio, mas sei que o ensino médio é assim porque minha irmã está passando por isso agora (RISOS). Ela está no segundo ano e eu acho que o que me chamou mais a atenção foi o quanto isso era verdadeiro. E as conversas entre os adolescentes do filme também são muito verdadeiras, e isso algumas vezes é difícil de se encontrar em um roteiro. Algumas vezes simplesmente não parece um adolescente falando e você pensa: “Ok, isso não parece correto. Parece que isso foi escrito por um cara de 40 anos”. Mas foi isso que adorei no roteiro. Jason foi muito bom em conseguir torná-lo verdadeiro.

+ Ama Ansel Elgort? Então faça o teste e descubra se você é uma Anselite!

+ Fotos para amar e babar em Alsel Elgort!

+ Ansel Elgort pode participar de Piratas do Caribe 5!

 

Neste filme, enviar textos e interagir através da mídia social estão em destaque, como você interpreta isso como sendo uma parte tão importante do enredo e uma ferramenta para todos estes personagens interagirem? Há uma cena onde duas pessoas estão conversando entre si sobre um assunto realmente sério, mas nada é falado, eles estão caminhando lado a lado por um corredor e enviando textos. É esta a realidade de como as pessoas se comunicam hoje em dia?

Kaitlyn Dever:Acho que é bastante relevante e sei que já me senti culpada por enviar textos sobre algo sério para alguém que eu provavelmente deveria ter dito pessoalmente. Há muita coisa e você diz, “Oh, o.k., certo”, e você cai na real quando vê isso no filme.

Fiquei me sentindo culpado ao enviar textos depois do filme (risos) então fico imaginando se vocês estão sempre conectados com seus telefones? Ou vocês são legais o bastante para deixar o telefone de lado e se ligarem com o mundo verdadeiro?
Ansel Elgort: (Interpreta Tim Mooney, devastado pelo recente divórcio de seus pais, o astro do futebol americano do colégio começa a questionar tudo): Na verdade, quero responder esta pergunta. Acho que usar o telefone é uma coisa boa. Acho que o avanço da tecnologia é impressionante, um telefone é uma coisa incrível e ele fará e já fez coisas incríveis com o mundo. Porém, as pessoas são realmente estúpidas com seus telefones, incluindo eu mesmo, e todas as vezes que tenho um segundo no qual não estou me divertindo ou quando estou estressado, navego pelo Instagram repetidamente e fico atualizando, tentando ver se alguém publicou uma nova foto, sem qualquer motivo. E se estou realmente ocupado com algo, nunca faço isso. Isso agora é apenas algo com o qual você preenche um espaço e é apenas uma distração e acho que, na medida em que as pessoas ficarem mais acostumadas com a tecnologia, elas aprenderão a controlar melhor seu tempo. Acho que a tecnologia fará com que todo mundo fique mais inteligente, e não mais burro, no final das contas. Mas neste momento, para todo mundo tudo é tão novo e tudo é tão empolgante e estimulante que as pessoas utilizam a tecnologia e ela faz com que você fique um pouco mais estúpido.
Kaitlyn Dever: Realmente concordo com o que Ansel disse porque acho que, como a gente pode frequentemente ter acesso para checar nossas notificações, nossos e-mails, as atualizações da nossa conta e tudo isso, acho que isso transformou nossa geração em uma geração obsessiva. Quero dizer, tornou-se um hábito atualizar e verificar constantemente e isso realmente mudou a maneira na qual vivemos nossas vidas, nosso estilo de vida e tudo mais.
Travis Tope: (Interpreta o jogador de futebol americano Chris Truby, que ainda não beijou uma garota, mas seu acesso à pornografia ilícita na Internet afetou seriamente sua visão de amor e sexo.): Isto é algo que observei na prática ou que percebo nas pessoas que possuem mídia social. Acho que quando alguém curte sua foto ou algo assim, isso não significa nada, na verdade. Não é importante. E, ainda assim, as pessoas criam autoestima a partir disso e isso é assustador, as pessoas estarem dando valor a estas coisas que não têm nenhuma importância.
Ansel Elgort: Bem, acho que em relação à vida pessoal, isso não significa nada. Mas a partir de um ponto de vista verdadeiramente comercial uma “curtida” vale muito porque é literalmente propaganda. Portanto, o que você pode fazer com a mídia social como anunciante é insano porque é gratuito, enquanto que, se você estiver tentando levar o anúncio de uma campanha, digamos, no meu caso, a 3,5 milhões de pessoas, isso custa muito dinheiro. O estúdio fica muito feliz por eu ter muitos seguidores porque assim é uma forma de divulgar o filme. Eu também fico muito feliz porque este é um filme de orçamento baixo que não poderia fazer uma grande campanha. Então, você pode divulgar algo e isso é importante para você ou, no caso de artistas, há pessoas que estão nas redes sociais agora vivendo disso, apenas porque têm seguidores e são pagos por companhias para fazerem propaganda de coisas.
Travis Tope: Com certeza é uma ferramenta maravilhosa. O negócio é o seguinte, não era isso que eu estava dizendo. Estava apenas dizendo que o que me assusta é quando as pessoas, ou seja, suas emoções estão incorporadas nisso.

cena de filme com adam sandler

Foto: Divulgação

Ser um ator agora também significa que você tem que criar a sua “marca”?
Ansel Elgort: São apenas negócios. Acho que ser um artista agora é simplesmente assim. Você tem que ser um homem de negócios e um artista ao mesmo tempo. Tem pessoas cuja equipe de gerenciamento envia Twitters por elas e publicam no Instagram por elas e isso também funciona. Mas as pessoas se conectam mais se tudo parecer pessoal e elas sabem dizer quando o próprio artista é quem está fazendo isso. Depois, após você ter construído este relacionamento, você pode utilizá-lo para tipo divulgar um filme. Por isso que hoje em dia isso é a norma e você tem que seguir. O mundo está sempre mudando e você tem sempre que fazer ajustes. Acabei de fazer um filme com Kate Winslet e ela estava me dizendo, “Nunca vou participar da mídia social”, e eu disse, “Certo, você não precisa participar da mídia social. Você já foi indicada para tipo seis Prêmios da Academia, então não importa”. Mas como um ator de 20 anos de idade, eu preciso participar.
Will Peltz: (Interpreta Brandon Lender, um rapaz muito popular pelo qual Allison (Kampouris) sempre foi apaixonada.) Concordo e acho que mais adiante será ainda mais importante. Será, na verdade, algo que as pessoas consultarão quando estiverem contratando você, porque quando você tem um número tão grande de seguidores, você pode fazer uma divulgação efetiva. Digamos que você tenha 3,5 milhões de seguidores e outra pessoa tenha 500 seguidores e estas duas pessoas estão concorrendo a um emprego, quero dizer, as chances são de que eles escolherão alguém que possua 3,5 milhões de seguidores e possa divulgar o filme.

 

Fiquei chocado com mundo de Web Sites de “thinspiration (inspiração magra)”, eu nem sabia que esta expressão existia até ver o filme.
Elena Kampuris: Não sabia que os sites Pro-Ana (pró-anorexia) existiam até ler o roteiro. Depois fiz pesquisas e foi perturbador. Havia este reino sombrio que existe no lado escondido da Internet. E quando li o material que estava nos sites foi perturbador e chocante. Quanto mais lia sobre como ser mais eficiente em passar fome, mais entrava na maneira de pensar de Allison e sua mentalidade. Isso somente me ajudou, mas foi realmente chocante.

 

Então isso significa viver neste mundo onde esta garota apenas quer realmente se encaixar, mas a única maneira que ela encontra é emagrecer até ficar só pele e osso. Fiquei curioso em saber como você processou isso como atriz, porque você certamente leva uma parte deste mundo com você quando vai para casa.
Elena Kampouris: Quando li o roteiro pela primeira vez, eu realmente me identifiquei com a personagem. Lidei com as inseguranças sobre meu próprio corpo e acho que muitos de nós lidamos, especialmente hoje em dia e com a pressão da ideia da sociedade do que é bonito e, com a leitura de todo este material dos sites Pro-Ana, realmente tive aquela ideia de como seria sua mentalidade. E ninguém me disse que eu precisava perder peso para interpretar o papel, (RISOS) mas eu mesma senti que precisava, de uma maneira saudável, perder algum peso, então perdi. Quero dizer, ela está obviamente perdendo peso de uma maneira doentia, mas eu perdi peso de maneira saudável e a perda de peso somente me ajudou a conseguir me identificar ainda mais com ela e entrar na pele da personagem. Foi engraçado porque quando terminamos as filmagens eu saí de um transe porque estava muito ligada na maneira de pensar da personagem e como ela apenas quer continuar. É uma loucura como você pode se envolver com isso.

 

Numa visão mais ampla, não somente as garotas, mas todas as pessoas são pressionadas a manter uma forma física bem específica para trabalhar nesta indústria?
Ansel Elgot: Acho que os rapazes podem escapar mais disso. É muito injusto, mas os rapazes não são tão pressionados por estarem fora de forma ou gordos ou muito magros.
Katherine Hughes: Certo. Contudo, as garotas são duramente castigadas por causa disso.
Will Peltz: E a ideia atual como Elena estava dizendo, se você olhar fotos de 20, 30 anos atrás, você olha para modelos em biquínis e elas são muito mais encorpadas. Seus seios são maiores, seus corpos mais cheios. Agora parece que é um corpo totalmente diferente.
Ansel Elgort: Estamos voltando um pouco para aquele tempo.
Will Peltz: Você acha?
Ansel Elgort: Quero dizer, sim, têm modelos que estão nas elegantes revistas de moda e são muito magras e felizmente estamos voltando para a Sports Illustrated, com Kate Upton na capa.

 

 

Kaitlyn, você entende porque a personagem de Jennifer Garner, que interpreta sua mãe, é tão protetora que chega a sufocar?
Kaitlyn Dever: Sim, quero dizer, Jennifer disse que ela se identifica bastante com sua personagem no que diz respeito a querer saber tudo que está acontecendo com seus filhos e não querer que eles se machuquem Meus pais são assim também. Tem algo sobre não querer dar liberdade aos filhos. E sinto que é isso que está acontecendo com sua personagem (Patricia) e Brandy (filha de Patricia). Ela é muito ligada na filha e quer se envolver em tudo no seu mundo. Ela tem que se desligar um pouco, mas ela realmente não entende isso. Algumas vezes ela realmente ultrapassa os limites. Mas acho que é no sentido de que ela apenas quer fazer parte de seu mundo e não quer que ela se envolva em nada ruim. Acho que tem também aquela coisa de exagero, porque Brandy provavelmente não faria nada de ruim no Facebook ou qualquer outra mídia. É apenas o fato de que é isso que está na cabeça dela. É isso que está na cabeça da minha mãe, ela acha que todas estas coisas ruins estão acontecendo comigo on-line, e na verdade, não há nada ruim acontecendo.

 

 

Esta é a última pergunta. Em suas próprias palavras, se você tem um amigo que está curioso sobre o filme, como você descreveria o filme para este amigo?
Kaitlyn Dever: Acho que o filme fará com que as pessoas se conscientizem sobre tudo que está acontecendo online e também é para mostrar que isso não é uma coisa ruim ou uma coisa boa. É apenas sobre como o mundo está mudando.

Elena Kampouris: Acho que o filme é realmente um alerta. E acho que ele fará com que as pessoas se conscientizem sobre várias questões que estão acontecendo agora mesmo. Irá abrir seus olhos, porque há muitas questões pesadas que são abordadas neste filme e acho que ele é realmente significativo.
Ansel Elgort: Se eu fosse sair com alguns amigos, eu tentaria, bem, você sabe, não vou dizer para você exatamente sobre o que é este filme. Mas é muito verdadeiro (risos). Curta este filme!
Timothée Chalamet: (Interpreta Danny Vance.) Será que devo assistir?
Ansel Elgort: Claro, Timmy, você deve ver este filme, é mesmo muito verdadeiro.
Timothée Chalamet: Ah, é? Por que?
Ansel Elgort: Ele é assim… É o primeiro filme que verdadeiramente captura o que está acontecendo neste exato momento. Você entende? Não tenho que explicar o filme para você agora.
Timothée Chalamet: Ouvi falar que o rapaz de ‘A Culpa é das Estrelas’ está no filme (risos). Ele é bom?
Ansel Elgort: Na verdade ele é ótimo. (risos) Mas, é isso aí, você deveria apenas assistir ao filme. Apenas assista.

 

Travis Tope: Sabe Shakespeare uma vez escreveu que você deveria segurar um espelho diante da sociedade. Acho que este filme está definitivamente segurando o espelho diante da sociedade.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cinema e TV

Protagonismo feminino: 5 seriados da Netflix para maratonar no Dia Internacional da Mulher

Published

on

Protagonismo feminino: 5 seriados da Netflix para maratonar no Dia Internacional da Mulher
Rawpixel/Divulgação | Arte: Laura Ferrazzano

Hoje, dia 8 de março, é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Data em que recebemos flores e ouvimos palavras de afeto daqueles que amamos. No entanto, somos mulheres todos os dias, e, por isso, é absolutamente necessário que conquistemos, cada vez mais, protagonismo em todos os âmbitos sociais e culturais.

A importância de vermos mulheres como heroínas de suas próprias histórias, de maneira plural, servindo de exemplo umas com as outras gera uma sensação de reconhecimento e empatia que é revolucionária.

Pensando justamente em personagens que nos inspiram e que se mostram fortes e conscientes, a todateen separou cinco séries da Netflix para você maratonar.

Confira!

jessica jones

Jessica Jones é uma mulher que sabe dos seus defeitos e sempre encontra uma forma de superá-los. Mesmo lidando com inúmeras adversidades, a detetive não desiste dos seus planos.

Sinopse: Após o fim trágico de sua breve carreira de super-herói, Jessica Jones tenta reconstruir sua vida como uma detetive particular, lidando com casos envolvendo pessoas com habilidades notáveis em Nova York.

o gambito da rainha

A atriz Anya Taylor-Joy vive de maneira inspiradora a vida da enxadrista Beth Harmon. Nessa série de amadurecimento (coming-of-age), vemos uma mulher brilhante superando traumas e medos para alcançar o sucesso.

Sinopse: Em um orfanato no estado de Kentucky (EUA), nos anos 1950, uma garota descobre um talento impressionante para o xadrez enquanto luta contra o vício e os problemas que acompanham sua genialidade.

dear white people

Baseado no filme homônimo de Justin Simien, a série Cara Gente Branca acompanha a inabalável Samantha White, vivida por Logan Browning, em sua universidade predominantemente branca. Política e revolucionária, a cada episódio Sam encontra maneiras de mostrar sua voz.

Sinopse: Uma guerra cultural entre negros e brancos vem à tona em uma universidade predominantemente branca quando uma revista de humor organiza uma polêmica festa de Halloween.

las chicas del cable

Las Chicas del Cable é uma série que nos mostra que sororidade é algo essencial. Juntas, essas quatro amigas descobrem como defenderem seu valor em um mundo de homens.

Sinopse: Em 1929, quatro mulheres vêm de diferentes partes da Espanha para trabalhar como telefonistas em uma empresa em Madri que vai revolucionar o mundo das telecomunicações. No único lugar que representa progresso e modernidade para as mulheres da época, elas aprendem a lidar com inveja e traição, enquanto embarcam em uma jornada em busca do sucesso.

one day at a time

Mesmo tendo sido oficialmente cancelado, esse reboot dá um show de representatividade. Com protagonistas latinas, o sitcom dá espaço para discussões extremamente importantes.

Sinopse: Na nova versão do clássico da TV sobre uma família de imigrantes cubanos, a mãe recém-divorciada e a avó careta criam uma adolescente e um pré-adolescente.

Continue Reading

Cinema e TV

Critic’s Choice Awards 2021: onde assistir, lista de indicados e mais!

Published

on

Critic's Choice Awards 2021: onde assistir, lista de indicados e mais!
Frazer Harrison/Getty Images

Neste domingo (7) teremos mais uma leva de looks de red carpet e discursos icônicos, afinal, é noite de Critic’s Choice Awards. A 26ª edição da premiação começará às 21h (horário de Brasília) e é a segunda da temporada de premiações, iniciada pelo Globo de Ouro no último domingo (28). A transmissão no Brasil é exclusiva do canal de assinatura TNT.

O evento é conhecido por se basear principalmente na qualidade técnica, fator que popularizou o Critic’s como o chamado e “termômetro do Oscar”. Além disso, os fãs se encontram entusiasmados ao ver que a lista de indicados desta premiação traz  nomes esnobados pelo Globo de Ouro, como “I May Destroy You”, da HBO.

Mais uma vez, a Netflix ganhou bastante destaque no evento, “Mank”, “O Gambito da Rainha”, “The Crown” e “Ozark” são algumas das premiações presentes na lista, sendo as duas últimas as que possuem os maiores números de indicações da edição. O Amazon Prime Video não ficou de fora, concorrendo pelos filmes “O Som do Silêncio” e “Uma Noite em Miami”.

Já a HBO também traz “The Undoing”, “Lovecraft Country” e “Insecure”, enquanto o Disney+ faz sua estreia no evento com “The Mandalorian” e “Soul”. Outro streaming presente na lista de indicados é a Apple TV+, por “Ted Lasso”.

Confira a lista completa de indicados:

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA

  • Better Call Saul
  • The Crown
  • The Good Fight
  • Lovecraft Country
  • The Mandalorian
  • Ozark
  • Perry Mason
  • This Is Us

MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Jason Bateman (Ozark)
  • Sterling K. Brown (This Is Us)
  • Jonathan Majors (Lovecraft Country)
  • Josh O’Connor (The Crown)
  • Bob Odenkirk (Better Call Saul)
  • Matthew Rhys (Perry Mason)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Christine Baranski (The Good Fight)
  • Olivia Colman (The Crown)
  • Emma Corrin (The Crown)
  • Claire Danes (Homeland)
  • Laura Linney (Ozark)
  • Jurnee Smollett (Lovecraft Country)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Jonathan Banks (Better Call Saul)
  • Justin Hartley (This Is Us)
  • John Lithgow (Perry Mason)
  • Tobias Menzies (The Crown)
  • Tom Pelphrey (Ozark)
  • Michael K. Williams (Lovecraft Country)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Gillian Anderson (The Crown)
  • Cynthia Erivo (The Outsider)
  • Julia Garner (Ozark)
  • Janet McTeer (Ozark)
  • Wunmi Mosaku (Lovecraft Country)
  • Rhea Seehorn (Better Call Saul)

MELHOR SÉRIE CÔMICA

  • Better Things
  • The Flight Attendant
  • Mom
  • Pen15
  • Ramy
  • Schitt’s Creek
  • Ted Lasso
  • What We Do in the Shadows

MELHOR ATOR EM SÉRIE CÔMICA

  • Hank Azaria (Brockmire)
  • Matt Berry (What We Do in the Shadows)
  • Nicholas Hoult (The Great)
  • Eugene Levy (Schitt’s Creek)
  • Jason Sudeikis (Ted Lasso)
  • Ramy Youssef (Ramy)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE CÔMICA

  • Pamela Adlon (Better Things)
  • Christina Applegate (Dead to Me)
  • Kaley Cuoco (The Flight Attendant)
  • Natasia Demetriou (What We Do in the Shadows)
  • Catherine O’Hara (Schitt’s Creek)
  • Issa Rae (Insecure)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE CÔMICA

  • William Fichtner (Mom)
  • Harvey Guillén (What We Do in the Shadows)
  • Daniel Levy (Schitt’s Creek)
  • Alex Newell (Zoey’s Extraordinary Playlist)
  • Mark Proksch (What We Do in the Shadows)
  • Andrew Rannells (Black Monday)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE CÔMICA

  • Lecy Goranson (The Conners)
  • Rita Moreno (One Day at a Time)
  • Annie Murphy (Schitt’s Creek)
  • Ashley Park (Emily in Paris)
  • Jaime Pressly (Mom)
  • Hannah Waddingham (Ted Lasso)

MELHOR MINISSÉRIE

  • I May Destroy You
  • Mrs. America
  • Normal People
  • The Plot Against America
  • O Gâmbito da Rainha
  • Small Axe
  • The Undoing
  • Nada Ortodoxa

MELHOR TELEFILME

  • Bad Education
  • Between the World and Me
  • The Clark Sisters: First Ladies of Gospel
  • Hamilton
  • Sylvie’s Love
  • What the Constitution Means to Me

MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE OU TELEFILME

  • John Boyega (Small Axe)
  • Hugh Grant (The Undoing)
  • Paul Mescal (Normal People)
  • Chris Rock (Fargo)
  • Mark Ruffalo (I Know This Much is True)
  • Morgan Spector (The Plot Against America)

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU TELEFILME

  • Cate Blanchett (Mrs. America)
  • Michaela Coel (I May Destroy You)
  • Daisy Edgar-Jones (Normal People)
  • Shira Haas (Nada Ortodoxa)
  • Anya Taylor-Joy (O Gâmbito da Rainha)
  • Tessa Thompson (Sylvie’s Love)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU TELEFILME

  • Daveed Diggs (The Good Lord Bird)
  • Joshua Caleb Johnson (The Good Lord Bird)
  • Dylan McDermott (Hollywood)
  • Donald Sutherland (The Undoing)
  • Glynn Turman (Fargo)
  • John Turturro (The Plot Against America)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU TELEFILME

  • Uzo Aduba (Mrs. America)
  • Betsy Brandt (Soulmates)
  • Marielle Heller (O Gâmbito da Rainha)
  • Margo Martindale (Mrs. America)
  • Winona Ryder (The Plot Against America)
  • Tracey Ullman (Mrs. America)

MELHOR FILME

  • Destacamento Blood (2020)
  • A Voz Suprema do Blues (2020)
  • Mank (2020)
  • Minari (2020)
  • Relatos do Mundo (2020)
  • Nomadland (2021)
  • Uma Noite em Miami (2020)
  • Bela Vingança (2020)
  • O Som do Silêncio (2020)
  • Os 7 de Chicago (2020)

MELHOR ATOR

  • Ben Affleck – The Way Back
  • Riz Ahmed – O Som do Silêncio
  • Chadwick Boseman – A Voz Suprema do Blues
  • Tom Hanks – Relatos do Mundo
  • Anthony Hopkins – Meu Pai
  • Delroy Lindo – Destacamento Blood
  • Gary Oldman – Mank
  • Steven Yeun – Minari

MELHOR ATRIZ

  • Viola Davis – A Voz Suprema do Blues
  • Andra Day – The United States vs. Billie Holiday
  • Sidney Flanigan – Never Rarely Sometimes Always
  • Vanessa Kirby – Pieces of a Woman
  • Frances McDormand – Nomadland
  • Carey Mulligan – Bela Vingança
  • Zendaya – Malcolm & Marie

MELHOR ATOR COADJUVANTE

  • Chadwick Boseman – Destacamento Blood
  • Sacha Baron Cohen – Os 7 de Chicago
  • Daniel Kaluuya – Judas and the Black Messiah
  • Bill Murray – On the Rocks
  • Leslie Odom, Jr. – Uma Noite em Miami
  • Paul Raci – O Som do Silêncio

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

  • Maria Bakalova – Borat: Fita de Cinema Seguinte
  • Ellen Burstyn – Pieces of a Woman
  • Glenn Close – Era Uma Vez um Sonho
  • Olivia Colman – Meu Pai
  • Amanda Seyfried – Mank
  • Yuh-Jung Youn – Minari

MELHOR JOVEM ATOR/ATRIZ

  • Ryder Allen – Palmer
  • Ibrahima Gueye – Uma Vida à Sua Frente
  • Alan Kim – Minari
  • Talia Ryder – Nunca Raramente Às Vezes Sempre
  • Caoilinn Springall – O Céu da Meia-Noite
  • Helena Zengel – Relatos do Mundo

MELHOR ELENCO

  • Destacamento Blood (2020)
  • Judas and the Black Messiah (2021)
  • Ma Rainey’s Black Bottom (2020)
  • Minari (2020)
  • Uma Noite em Miami (2020)
  • O Som do Silêncio(2020)

MELHOR DIRETOR

  • Lee Isaac Chung – Minari
  • Emerald Fennell – Bela Vingança
  • David Fincher – Mank
  • Spike Lee – Destacamento Blood
  • Regina King – Uma Noite em Miami
  • Aaron Sorkin – Os 7 de Chicago
  • Chloé Zhao – Nomadland

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

  • Minari (2020)
  • Knives Out (2019)
  • Mank (2020)
  • Never Rarely Sometimes Always (2020)
  • O Som do Silêncio (2020)
  • Os 7 de Chicago (2020)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

  • Relatos do Mundo (2020)
  • Meu Pai (2021)
  • Uma Noite em Miami (2020)
  • First Cow (2020)
  • A Voz Suprema do Blues (2020)
  • Nomadland (2021)

MELHOR FOTOGRAFIA

  • First Cow (2020)
  • Mank (2020)
  • Minari (2020)
  • Nomadland (2021)
  • Destacamento Blood (2020)
  • Tenet (2020)
  • Relatos do Mundo (2020)

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

  • The Personal History of David Copperfield (2020)
  • Relatos do Mundo (2020)
  • Tenet (2020)
  • Mank (2020)
  • Emma. (2020)
  • A Voz Suprema do Blues (2020)

MELHOR EDIÇÃO

  • Os 7 de Chicago (2020)
  • Tenet (2020)
  • Parasita (Gisaengchung) (2019)
  • Meu Pai (2021)
  • Nomadland (2021)
  • O Som do Silêncio (2020)

MELHOR FIGURINO

  • Emma. (2020)
  • Mulan (2020)
  • The Personal History of David Copperfield (2020)
  • A Voz Suprema do Blues (2020)
  • Bela Vingança (2020)
  • Mank (2020)

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM

  • Emma. (2020)
  • Era Uma Vez um Sonho (2020)
  • Ma Rainey’s Black Bottom (2020)
  • Mank (2020)
  • Bela Vingança (2020)
  • The United States vs. Billie Holiday (2021)

MELHORES EFEITOS VISUAIS

  • Greyhound (2020)
  • O Homem Invisível (2020)
  • Mank (2020)
  • O Céu da Meia-Noite (2020)
  • Mulan (2020)
  • Tenet (2020)
  • Mulher-Maravilha 1984 (2020)

MELHOR COMÉDIA

  • Borat: Fita de Cinema Seguinte (2020)
  • The Forty-Year-Old Version (2020)
  • The King of Staten Island (2020)
  • On The Rocks (2020)
  • Palm Springs (2020)
  • The Prom (2020)

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

  • Another Round (Druk) (2020)
  • Collective (Colectiv) (2020)
  • A Maldição da Chorona (2020)
  • Uma Vida à Sua Frente (2020)
  • Minari (2020)
  • Two of Us (Deux) (2021)

MELHOR CANÇÃO

  • The Outpost (2020) “Everybody Cries”
  • Judas and the Black Messiah (2021) “Fight for You”
  • Eurovision Song Contest: The Story of Fire Saga (2020) “Husavik (My Home Town)”
  • Uma Vida à Sua Frente (2020) “Io si (Seen)”
  • Uma Noite em Miami (2020) “Speak Now”
  • The United States vs. Billie Holiday (2021) “Tigress & Tweed”

MELHOR TRILHA SONORA

  • O Céu da Meia-Noite (2020)
  • Tenet (2020)
  • Relatos do Mundo (2020)
  • Minari (2020)
  • Mank (2020)
  • Soul (2020)

Continue Reading

Cinema e TV

Disney libera nova prévia da série “Falcão e o Soldado Invernal”

Published

on

Disney libera nova prévia da série "Falcão e o Soldado Invernal"
Divulgação / Disney +

Após oito episódios emocionantes, o nono – e último – episódio de “WandaVision” chegou ao Disney+ nesta última sexta-feira (5). Apesar do fim do seriado, a narrativa foi apenas o início de uma nova fase no universo cinematográfico da Marvel, o MCU. No dia 19 de março outro seriado desembarca no streaming: “Falcão e o Soldado Invernal”, por isso, a Disney liberou mais uma prévia da produção.

Confira a nova prévia que acompanhará os heróis dos Vingadores:

Em entrevista ao The Direct, Sebastian Stan, intérprete do soldado, disse que a atração deve ser mais tradicional em comparação a série que fez todo mundo se emocionar com a Feiticeira Escarlate. “Acho que também estamos em nosso próprio mundo, em sintonia com o que os filmes da franquia Capitão América (‘Soldado Invernal’ e ‘Guerra Civil’) têm sido, então acho que seguimos uma abordagem muito mais básica e identificável.”, conta.

“É uma continuação da história e finalmente temos tempo suficiente com esses personagens”, diz o ator. “Nunca tivemos a chance de entender totalmente de onde eles vêm e a capacidade de explorar isso no tom dos filmes, ter a ação e agora mais dos personagens, tem sido muito bom.”

Continue Reading
Advertisement
Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.

 
Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Mais Lidos

Copyright © 2020 - Website produzido por Perfil.com Ltda. Uma parceria de conteúdo Perfil Brasil e Editora Alto Astral. Este site é parceiro do UOL Entretenimento.