Connect with us

Comportamento

BBB 20: Depois de assediar mulheres, Petrix ganha festa e esconde bebidas

Published

on

A última quarta-feira (29) foi dia de festa no Big Brother Brasil 20, ocasião perfeita para celebrar a vitória de Bianca Andrade e o último dia de liderança do polêmico Petrix. O ginasta já teve duas abordagens inadmissíveis, as quais podem ser consideras como assédio em relação à influencer, apesar de Boca Rosa não ter admitido. Mesmo assim, a produção seguiu o protocolo e o tema da festa foi uma homenagem ao boy podre, e é claro que o grupinho dos homens teve uma atitude para lá de infantil.

Petrix resolveu que em sua festa VIP, apenas os homens iriam beber a bebida alcóolica disponibilizada pelo programa. Sendo assim, os brothers esconderam a bebida. Revoltada, Flayslane questionou a atitude: “Lucas, eu quero um pouco. Enche o copo para mim, vá. Vocês esconderam a bebida“. Mesmo assim, os garotos continuaram monopolizando as bebidas e ainda tiraram sarro da sister.

Nas redes sociais, até Bruna Marquezine se revoltou com os meninos:

Celebs

Entrevista: Conheça Alaina Castillo, promessa do R&B e do Pop e atração confirmada no Latin American Music Awards

Published

on

Divulgação/ Rawpixel

Presença forte pelo Instagram e pelo Tiktok, Alaina Castillo é definitivamente uma cantora que você precisa conhecer. A artista é familiarizada com o gênero R&B e Pop e suas canções são uma mescla de músicas em inglês e espanhol, idiomas os quais fazem parte de sua trajetória de vida. Crescendo no meio de três irmãos, ela também é uma gamer nata e busca transmitir tudo isso em suas canções.

Uma artista em ascensão no mundo da música, Alaina conversou com a todateen, onde contou que um dos sonhos que mais almejava quando pensou em virar cantora está prestes a acontecer. Na próxima quinta-feira (15), ocorre o Latin American Music Awards 2021, prêmio da música Latino-americana, onde ela tem presença confirmada como atração.

Entrar para a música foi amor à primeira vista, eu assistia muito a todas aquelas premiações musicais e me imaginava cantando minhas musicas lá, é um sonho“, conta.

Alaina também falou mais sobre o começo da carreira, projetos antigos e os detalhes dos novos singles “stfu (i got you)” e “indica”, primeiras faixas divulgadas de seu primeiro álbum – que a cantora promete chegar em breve!

raízes latinas

Alaina é norte-americana, e nasceu no Texas, Estados Unidos. Mesmo crescendo nessa parte do continente,desde criança aprendeu sobre a cultura mexicana e o idioma espanhol com o pai, que é mexicano. Ela busca incorporar esse aspecto da sua vida através das canções, como no primeiro EP “antisocial butterfly”, que lançou em 2019, e o “the voicenotes”, que ganhou a versão “mensajes de voz” em 2020.

+Entrevista Outroeu: lançamento da inédita “Preciso dizer”, amizade com Melim e Anavitória e parcerias dos sonhos

Meu pai é do México, então eu carrego isso e adoro falar em espanhol quando posso. Quando tento por isso na musica parece mais autêntico e se conecta com um lado diferente de mim, então quando eu comecei a cantar em espanhol eu fiquei muito feliz, porque foi uma forma de mostrar uma outra parte de mim para as pessoas que eu também ainda estava conhecendo.”

Mesmo com o amor à primeira vista, a cantora conta que teve um bom empurrão da mãe para o meio musical: “Minha mãe participava de um coral e isso me incentivou também, eu cresci com isso também, mas conforme o tempo foi passando, percebi que não queria cantar muito músicas de coral e ópera, e sim ir em uma direção mais para o Pop e R&B“.

trabalhos antigos

Alaina disse que com os primeiros EPs lançados, ela ainda estava no processo de se descobrir como artista e descobrir onde queria chegar. “Esses EPs foram eu me encontrando e encontrando minha voz. Foram trabalhos bastante vulneráveis e divertidos, mas era um período em que eu estava aprendendo sobre o que eu queria cantar e o que queria passar para as pessoas“.

novos traballhos

Desde o lançamento do último EP, Alaina conta que tudo mudou. Ela se descobriu mais na música e conquistou uam confiança para produzir faixas que sempre quis produzir. “Eu achei novos jeitos de me expressar e eu quase me sinto com raiva da ‘eu’ de antes porque eu sempre escondi muitos lados de mim. Agora eu estou tipo ‘não vou mais me esconder de ninguém eu vou me expressar para que todos que se sentem como eu possam se identificar‘”.

Sobre “stfu” e “indica”, ela fala: “Eu gosto de escrever sobre todas as minhas experiências, acho que é importante eu me conectar 100% com as musicas para as outras pessoas também se conectarem. Tudo que eu escrevo é sobre algo que eu senti ou algo que eu pensei, especialmente stfu e indica, elas são tipo ‘eu posso ser louca às vezes mas também gosto de ficar relaxando na minha’, é o que reflete nas músicas“.

clipes

Fico feliz só de estar atrás da produção de tudo. Eu vim com várias coisas diferentes dessa vez, como atitude e uma maior confiança que refletiu nos clipes. Foi muito divertido, essa parte da minha vida sempre foi algo que quebrou uma parede em mim e agora eu estou bem confiante e dizendo tudo o que eu quero dizer em tudo“, diz Alaina sobre os novos projetos audiovisuais.

Ela conta que quis trazer algo mais sobre games e espaço na nova estética, elementos os quais é bem familiarizada. Castillo também falou mais sobre o processo de criação:

Nós gravamos os dois clipes no mesmo dia e no mesmo lugar porque eu queria recriar meu próprio quarto em ambos. “Pegamos vários elementos, como coisas escolares, fotos que eu tinha e ele foi basicamente eu sentindo a minha vibe de games e coisas mais futurísticas. Tem uma cena em que eu estou tipo flutuando em uma galáxia e foi super divertido e, mesmo estando apenas num quarto, sinto que foram os vídeos mais legais que já fizemos.”

primeiro álbum

Mesmo com outros projetos lançados anteriormente, é a primeira vez que Alaina lançará um álbum completo. “Eu estou muito empolgada porque sinto que minha música vai fazer muitas coisas incríveis, toda vez que eu escuto as musica que estão no álbum eu fico muito feliz e me sinto muito orgulhosa de lançar ele para o mundo. As pessoas precisam ouvi-lo, é uma parte de mim que ninguém nunca ouviu antes então eu estou pronta pra ele sair, porque está bem diferente e mais expressivo do que nunca esteve antes“.

Sobre as outras novas músicas ela dá um spoiler: “Eu acho que diria que as canções são mais como stfu, porque indica é mais calma. São musicas que te fazem sentir confiante como se pudesse fazer qualquer coisa. Apesar disso, tem uma musica, que foi a primeira que gravamos, que está bem diferente das outras“.

+Exclusiva: Bruno Martini fala sobre novo álbum, com parcerias de Luísa Sonza, IZA e mais

Castillo ainda cita Rihanna como a sua maior inspiração para o novo projeto e que buscou trazer mais da energia que a cantora emana em seus trabalhos. Quanto à colaborações, ela ainda não apresenta nenhuma, mas revela que adoraria trabalhar com Rosalía e Daniel Caesar, que combinam perfeitamente com a vibe da cantora.

Definitivamente senti muita pressão nesse álbum e acho que isso vai crescer cada vez mais, em todas as oportunidades que eu tiver. Eu só procuro a parte de mim confiante que tenta não ligar para isso e pensa ‘ok pressão pode vir eu estou pronta pra você’, isso me ajuda a crescer e aprender mais sobre mim mesma, contanto que eu esteja fazendo algo bom com essa pressão exercida, tudo bem, porque na verdade ela sempre estará lá“, conta.

onde quer estar daqui 5 anos?

Alaina ainda fez uma projeção de como gostaria que sua carreira estivesse daqui 5 anos: “Eu sempre pensei nisso quando eu era criança, ‘em 5 anos, quando eu começar a minha carreira, vou estar performando em grandes arenas e fazendo muitas tunes, tocando no Madison Square garden. E isso ainda é um grande sonho para mim, pensar que vou chegar no terceiro, quarto álbum e que estarei fazendo grandes shows. Seria esse meu sonho pra daqui 5 anos”.

Para finalizar, Alaina ainda manda um recado para os fãs brasileiros: “Mal posso esperar pra visitá-los depois do coronavírus acabar. Também espero que eles gostem muito das musicas. O álbum chega em breve e tem muito a ver com o universo e espaço, como meus videos”.

 

Continue Reading

Comportamento

Horóscopo de 12 a 18 de abril: Lua Nova revela tudo que andava escondido e você precisará lidar com as descobertas

Published

on

Horóscopo de 12 a 18 de abril: Lua Nova revela tudo que andava escondido e você precisará lidar com as descobertas
Rawpixel

“É tempo de renovar, fazer diferente, ousar!”, celebra a astróloga Virginia Gaia sobre o astral dos próximos dias. Segundo a bruxona, a Lua Nova do último domingo (11) trouxe uma série de revelações, e agora, cabe a cada um de nós lidar com as consequências. Não necessariamente estaremos diante de um período custoso, já que o céu abre caminho para a possibilidade de uma fase de maior leveza e futuro consistente.

Antes da gente detalhar o astral dos próximos dias, sabia que você pode compreender as informações do céu e horóscopo semanal com maior propriedade se fizer seu mapa astral? É só clicar aqui e seguir o passo a passo gratuito da nossa bruxona, Virginia Gaia!

+Horóscopo de abril: Lua Nova e Plutão trazem energias para revelação da sua verdadeira essência

“O astral nos convida a olhar tudo que pode estar escondido, trazendo para a luz da consciência o que estiver mal resolvido. É hora então de encarar o que emergir e seguir em frente, semeando novos projetos. A Lua Nova que aconteceu no domingo, uniu o Sol, a Lua, Mercúrio e Vênus no signo de Áries, em conjunção a Baten Kaitos, a estrela Zeta da Constelação de Cetus. É ela que dá o tom desta semana”, afirma a taróloga.

Como já mencionamos em outros conteúdos, essa lua dá destaque para um mito relacionado à outras duas constelações, Cassiopeia e Andrômeda, respectivamente rainha e princesa da Etiópia, segundo as narrativas greco-romanas. O mito conta que a mãe tinha um orgulho tão potente da beleza de sua filha que causou ciúmes nas Nereidas, ninfas que acompanham Poseidon. As criaturas pediram auxílio do deus dos mares, e atendendo aos pedidos, Poseidon deu duas opções para a rainha: oferecer Andrômeda em sacrifício para o monstro Cetus ou ter uma grande maldição por todo o reino.

A monarca acabou optando pelo sacrifício da princesa, e então, Cetus surgiu das profundezas do oceano para a devorar. Acontece que, posteriormente, Perseu salvou Andrômeda – mas essa é uma outra história. O fato é que a estrela Baten Kaitos está na barriga do monstro marinho. Segundo a astróloga, o mito se junta nessa semana à influência de Vênus, planeta dos relacionamentos, em Touro.

“Essa estrela faz emergir situações submersas nos mares do inconsciente. Então, aproveite que teremos o ingresso, na próxima quarta-feira (14), do planeta Vênus no signo de Touro para sedimentar caminhos e pensar nas relações e parcerias de longo prazo. É importante que tudo seja saudável e feito às claras, de maneira a estimular a multiplicação de resultados e os benefícios mútuos. Isso porque, em meio a tantas opções e o excesso de informação, precisamos pisar em solo firme para crescermos, tanto pessoalmente como no plano material”.

Gaia pontua que no sábado (17) ocorre um trígono entre Júpiter, em Aquário, e Marte, em Gêmeos. “Sentiremos a agitação e a pluralidade de ideias resultante dessa harmonia”. Para finalizar a semana, no domingo (18), ocorre a conjunção exata do Sol, nosso astro-rei, e o mental Mercúrio, em Áries. “Então, fique atento: conforme os dias forem avançando e a Lua for tomando corpo nesta semana, é preciso avançar em direção ao futuro sem, no entanto, nos perdermos pelos excessos. Saiba semear o novo com consistência, mesmo que os resultados não sejam imediatos”.

Confira as previsões astrológicas do seu signo entre 12 e 18 de abril!

áries

Celebre o novo, ariano! Comemore o seu aniversário sentindo o astral de renovação. É hora de ter mais clareza sobre os próximos passos, sabendo deixar para trás o que também não serve mais. Cuidado com possíveis dispersões.

touro

Cuide do seu bem estar mental e da sua espiritualidade, taurino. É importante você estar confortável e seguir a sua intuição. Invista tempo naquilo que faz bem a você e procure relaxar a mente.

gêmeos

Nesta semana, você tem a sensação de que tudo está acontecendo ao mesmo tempo, geminiano. Tenha somente o cuidado para não se deixar levar pelo imediatismo. São muitos projetos e planos, mas é preciso ter foco.

câncer

Aproveite a popularidade em alta para mostrar o seu valor, canceriano. Mas também evite bater de frente com outras pessoas. Tenha jogo de cintura para lidar com imprevistos e respire fundo antes de se expor.

leão

Honre os seus valores e compromissos, leonino. É hora de você também ampliar os seus horizontes, saber ouvir outras opiniões e visões de mundo. Não queira ser o dono da razão o tempo todo.

virgem

A semana promete mudanças e viradas de página, virginiano. Mas, por mais que o astral queira uma revisão geral, é preciso saber ponderar e dividir decisões com outras pessoas. Use o sexto sentido e pesquise mais sobre temas ocultos.

libra

A semana dá novos ares para as suas relações, libriano. O momento é excelente para você se comunicar e resolver tudo em parceria. Seja tolerante e procure investir em conjunto. Plantar em parceria ajuda a colher melhores resultados.

escorpião

A semana promete ser agitada, escorpiano. Por isso, é importante você cuidar das suas tarefas diárias e ter mais foco na rotina. Trabalhe bastante sem descuidar da sua saúde. Cuidado com o excesso de compromissos.

sagitário

O momento é de agitação e pede para você saber se expressar, sagitariano. Só que é preciso também ter calma e evitar palavras muito duras. Saiba ouvir para poder se posicionar de maneira firme sem, no entanto, ferir os outros.

capricórnio

Tenha mais paciência com as pessoas da sua família, capricorniano. É importante você ter mais calma na sua intimidade. Resolva também assuntos domésticos sem se estressar.

aquário

A mente está agitada, aquariano. Então, é importante saber se comunicar de maneira sábia. Amplie seus horizontes desenvolvendo novos talentos. Para isso, procure investir mais tempo ocupando a sua mente de forma produtiva.

peixes

Vamos organizar as finanças, pisciano? A semana pede foco para renovar a maneira como você vem lidando com dinheiro. Priorize os assuntos familiares e o seu bem estar íntimo também na hora de investir o seu tempo e a sua atenção.

Quer saber mais sobre conteúdos bruxões de magia & astrologia? Acompanhe a bruxona da todateen, a astróloga Virginia Gaia!

Instagram: @virginiagaia

Facebook: @virginiagaiaoficial

Site Oficial: virginiagaia.com.br

Mapa Astral Grátis: virginiagaia.com.br/mapa-astral-gratuito/

Continue Reading

Comportamento

#StopAsianHate: entenda como a xenofobia se conecta com a política internacional

Published

on

#StopAsianHate: entenda como a xenofobia se conecta com a política internacional
Dia Dipasupil/Getty Images; Reprodução/TSE

O dia 19 de março de 2020 marcou o início formal do isolamento social, por conta da pandemia do coronavírus, em diversos países. Deste dia até 28 de fevereiro de 2021 foram registrados 3.795 relatos de discursos racistas e atos violentos contra asiáticos nos Estados Unidos, segundo a organização Stop AAPI Hate (Stop Asian American and Pacific Islander Hate). Cerca de 35,4% dos casos ocorreram no trabalho, 25,3% na rua e 10,8% online. Agressão verbal foi relatada em 68,1%, 20,5% contou com rejeição social e 11,1% agressão física.

Recentemente, em março, uma senhora chinesa de 76 anos residente de São Francisco disse às autoridades que um homem, sem motivo aparente, tentou lhe agredir enquanto atravessava a rua. Sem ter o que fazer, ela tentou se defender do agressor com uma bengala de madeira. Segundo informações divulgadas à imprensa, a polícia local no momento da notificação investigava um crime semelhante, que havia ocorrido dias antes com um idoso de raízes asiáticas. Entretanto, o caso que desembocou o ápice de manifestações em prol da hashtag #StopAsianHate, ocorreu no dia 16 do mesmo mês, na cidade de Atlanta. Robert Aaron Long, um homem branco de 21 anos, matou oito pessoas de uma casa de massagem, seis eram mulheres asiáticas.

Em São Paulo, o Instituto Sociocultural Brasil-China (Ibrachina) criou uma central de denúncias para reunir relatos de assédio à comunidade asiático-brasileira em todo o Brasil. O nome do canal é #RacismoNão e as denúncias são feitas através do e-mail racismonao@ibrachina.com.br, dando o nome da vítima, lugar e horário da agressão. Em maio já haviam cerca de 200 denúncias, fora os ataques virtuais xenofóbicos que o próprio instituto recebe em suas redes.

Como nós, da todateenjá refletimos na matéria “#StopAsianHate: como pessoas amarelas encaram o preconceito?”, falas hostis direcionadas às pessoas de raízes asiáticas não começaram na pandemia. Assim como nos Estados Unidos, estereótipos relacionados aos imigrantes e brasileiros com família descendente de países da Ásia existem há muito tempo, indo desde comentários pejorativos sobre características físicas à fetichização das mulheres e violência.

O que ocorreu durante a pandemia foi que os estereótipos já existentes, principalmente em relação aos chineses, foram reforçados por conta de um fenômeno político: a culpabilização do país pela pandemia, informação que é falsa, mas dita, nas entrelinhas ou não, por diversas figuras de influência, como os políticos brasileiros.

“Nós vivemos em sociedade. Essa é uma afirmação crucial para entender as dinâmicas das relações entre os seres humanos, não há como separar por completo política e economia do dia a dia dos cidadãos ‘comuns’. Ou seja, quando temos uma população bombardeada com informações falsas, como ‘a China quer espionar nossa vida’ ou ‘o vírus chinês que é responsável pela pandemia’, cria-se no subconsciente da população uma imagem negativa deste povo, lembrando que muitas vezes as informações chegam em pequenas parcelas e distorcidas para grande parte da sociedade”, é o que diz Sabrina Bomtempo, cientista política pela Universidade de Brasília (UnB), associada ao Centro de Estudos de Cultura Contemporânea (CEDEC), consultora política e pesquisadora na BaseLab.

Em entrevista exclusiva para o site, Bomtempo comentou sobre como o aumento da violência com pessoas amarelas, dentro e fora do país, tem mais relação direta com política do que você imagina. Quer ver?

Brasil & China uma relação de negócios

Desde o governo de Fernando Henrique Cardoso as relações Brasil-China começaram a se fortalecer, com uma expansão significativa nos governos de Lula e Dilma Rousseff. Quando Michel Temer assume a presidência da república essa relação se mantém firme, com amplas conversas entre os países para, inclusive, importação da tecnologia 5G. 

É importante compreender que a relação entre os dois países envolve trocas comerciais e investimentos. O Brasil exporta principalmente produtos primários para a China (soja, carne, petróleo etc.) e importa bens de consumo (eletrônicos, equipamentos de telecomunicação, medicamentos, etc.), ao passo que a China também investe no Brasil por meio da aquisição de empresas e implementação de novos projetos. Os setores que recebem maiores investimentos e financiamentos chineses são os de energia, petróleo, gás e mineração.

A partir desta contextualização, temos uma relação econômica com a China onde ela é a principal importadora brasileira, com uma demanda que continuamente aumenta, justamente porque o país está em crescimento contínuo. Desse modo, há uma necessidade de não perder este “cliente” e, portanto, discute-se a importância de diversificar o leque de países que importam quantidade significativa de produtos brasileiros. Em síntese: o Brasil tem a China como seu principal cliente no comércio exterior, com quase 30% da receita do país, tornando-a uma nação essencial para a manutenção da saúde financeira do Brasil.

se o Brasil depende tanto da China, por que Bolsonaro desgasta a relação?

Sob o ponto de vista econômico, não há interesse em se afastar do principal importador de matéria-prima do país. Os comentários que Bolsonaro e sua “turma” fazem da China dizem respeito, em grande maioria, a um posicionamento ideológico, no qual veem a China como um país comunista que estaria tendo vantagens comerciais devido à relação entre o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Comunista Chinês.

Além disso, também se dá em um contexto no qual Bolsonaro, antes e logo após eleito, busca aproximação constante dos Estados Unidos da América, principal rival comercial da China no contexto internacional e na época chefiado pelo ídolo de Bolsonaro, Donald Trump.

quais os interesses de Trump em uma rivalidade com a China?

A China e os EUA são as duas maiores potências mundiais, claro que isto já gerava alguma tensão entre os países antes da entrada de Donald Trump em 2016, no entanto, até se especulava a possibilidade de um bloco EUA-China. Ao assumir o governo estadunidense, Trump acreditou que poderia frear o desenvolvimento econômico da China por meio de sanções e taxas sobre produtos chineses, principalmente voltadas a área de tecnologia, o objetivo era acabar com o déficit comercial na relação EUA-China. Para ser mais didática, os Estados Unidos colocam mais dinheiro na China do que a China nos EUA, a ideia era mudar esta dinâmica.

Um exemplo dessa disputa e sanção dos EUA e China diz respeito à tecnologia 5G, que é liderada pela empresa chinesa Huawei, que foi acusada de usar seus equipamentos para espionagem; hoje a Huawei não é comercializada nos Estados Unidos e o país tenta baní-la de outras nações, com ameaças de sanções comerciais à elas.

por que nada mudou com Biden?

Uma das principais expectativas após a eleição de Biden era de que os Estados Unidos passasse a ter um papel mais conciliador em meio à rivalidade com a China. Entretanto, na primeira tour de políticos do governo Biden ao continente, o clima não foi de resolução de conflitos.

A China se encontra em um clima de rivalidade com o Japão, causado principalmente por uma nova lei de Pequim, que permite à Guarda Costeira do país atirar em navios estrangeiros, bem como repetidas investidas da China nas águas territoriais japonesas em torno das ilhas Senkaku, no Mar do Sul da China, e à instalação de sistemas antimísseis. Recentemente, políticos do governo Biden compareceram a uma série de eventos em uma tour pelo continente. O clima foi de muita tensão e provocações, justamente em março, quando ocorreram tantos registros marcantes de violência contra asiáticos nos Estados Unidos.

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, tomou a palavra para citar queixas e reclamar de que, na véspera da reunião, Washington impôs sanções contra 24 funcionários dos governos central chinês e de Hong Kong. “Não é assim que se deve dar as boas-vindas aos convidados, e nos perguntamos se os Estados Unidos tomaram essa decisão para tentar obter alguma vantagem em sua interação com a China, mas certamente é um erro de cálculo, que só reflete a vulnerabilidade e fraqueza dentro dos Estados Unidos”, disse o político.

Ao longo da última semana, as Filipinas se queixaram da presença de uma milícia chinesa no recife de Whitsun, no mar do Sul da China. A explicação para isso está no fato de a China considerar que 85% daquelas águas territoriais seriam suas, portanto, militarizar essas regiões é parte de uma estratégia de ocupação desde 2014. Entretanto, Pequim afirma que os barcos presentes na região são apenas pesqueiros.

No domingo de Páscoa (4), um dos 11 porta-aviões nucleares dos Estados Unidos, o USS Theodore Roosevelt, entrou na região. Poucas horas antes, ainda no sábado (3), um porta-avião da China, o Liaoning, fez uma travessia no estreito de Miyako, onde ficam as ilhas Senkaku — que são desabitadas mas têm potenciais reservas de petróleo, e por ora são controladas pelo Japão.

“A tensão comercial entre os dois países se mantém e Biden não mostra pretensão de abandonar a política de disputa comercial e sanções adotadas por Trump. Além disso, o presidente americano tem feito severas críticas ao modelo trabalhista chinês, acusando-o de violação dos direitos humanos. O recente encontro entre representantes oficiais dos dois países foi marcado por comentários ariscos de ambas às partes em frente a TV, um comportamento incomum no mundo diplomático e que, portanto, mostra como estas tensões seguem presentes na relação EUA-China”, finaliza Bomtempo.

e o Brasil, mudou de ideia?

Apesar de Jair Bolsonaro, seu filho Eduardo Bolsonaro, o ex Ministro da educação Abraham Weintraub, bem como o ex Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, já terem feito comentários pejorativos em relação à China, o fato é que a Coronavac, vacina produzida pelo laboratório chinês Sinovac, é a vacina utilizada em 82,2% das doses aplicadas no país, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, apurados em 5 de abril deste ano.

A necessidade de obter doses da Coronavac motivou uma mudança, relatada por jornalistas da cobertura política, da postura de Bolsonaro diante do governo chinês. O presidente recorreu ao governo em Pequim para obter novos ingredientes de vacinas. Quando as autoridades chinesas anunciaram novos suprimentos, Bolsonaro lhes agradeceu pela boa cooperação.

Acontece que, diante de tantas falas problemáticas há meses atrás, nada vem de graça. Diversos veículos de comunicação notaram que o ocorrido foi seguido por uma repentina declaração da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) sem objeções ao envolvimento do país com a Huawei, empresa chinesa que visa o acesso irrestrito para implementar o 5G no Brasil. Chocante essa permissão em um governo bolsonarista, não é mesmo? Afinal, desde Trump, ídolo de Bolsonaro, ocorrem acusações de que a empresa visa usar a tecnologia com fins de espionagem.

No fim do dia, apesar de fundarem ideologias de ódio, os acordos econômicos superam qualquer coisa. Entretanto, a raiva uma vez disseminada na massa, mesmo que para alimentar objetivos políticos, não para. E mata.

Continue Reading
Advertisement
Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.

 
Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Mais Lidos

Copyright © 2020 - Website produzido por Perfil.com Ltda. Uma parceria de conteúdo Perfil Brasil e Editora Alto Astral. Este site é parceiro do UOL Entretenimento.