Fale conosco

O que vc está procurando?

TodaTeen

Comportamento

Com apenas 21 anos, Marvvila é a representação feminina que o pagode precisava: “Quero levar essa força”

Com apenas 21 anos, Marvvila é a representação feminina que o pagode precisava: "Quero levar essa força"
Com apenas 21 anos, Marvvila é a representação feminina que o pagode precisava: "Quero levar essa força"

Se o Pop o Sertanejo contam com personalidades femininas fortes, já era hora do pagode e o samba terem sua própria estrela! Marvvila, de 21 anos, é a nova aposta da gravadora Warner Music BR para trazer representatividade para o estilo musical.

Nascida em Bento Ribeiro, subúrbio do Rio de Janeiro, a cantora acaba de lançar o seu primeiro single, Dizendo por Dizer, que estreou na última terça-feira (1°) nas principais plataformas de streaming.

Para ficarmos por dentro da trajetória dela, a todateen bateu um papo exclusivo com a cantora.

Entrevista: Andressa Fontinele, uma TikToker sobre rodas
Nova aposta do pagode nacional, Marvvila faz sua estreia musical
Escolha entre hits musicais e te daremos um feat. improvável

Confira!

onde tudo começou

Marvvila começou cantando aos cinco anos de idade na igreja, mas foi só na sua adolescência que percebeu que tinha o sonho de trabalhar com música.Principalmente depois da minha participação no The Voice Brasil, em 2016. Demorei para encarar a música como uma profissão.”, conta.

A artista ainda lembra com carinho da experiência de participar do reality. “Foi a maior experiência que tive na minha vida. Eu lembro que fiz a inscrição para o The Voice sem muitas expectativas. Meus amigos e minha família botavam pilha, mas nunca passou pela minha cabeça que um dia eu pudesse ser chamada para cantar na TV. Mas deu certo e alavancou o meu sonho.”.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por MARVVILA (@marvvila) em

Marvvila afirma que foi depois da participação no programa que as coisas começaram a mudar. “O The Voice me deu uma oportunidade. As pessoas começaram a me ouvir, a me respeitar mais. E os meus vídeos cantando começaram a viralizar depois disso.”, afirma, explicando que foi através da web que acabou apaixonada pelo pagode. “A internet foi me dando uma projeção que eu não imaginava, e o público do pagode me abraçou de uma forma muito bonita. Por isso, decidi seguir nesse gênero que amo muito.”, conta.

início de sua trajetória profissional

Desde então, seu sucesso vem aumentando cada dia mais. No início deste ano, Marvvila fechou contrato com a Warner Music BR e conta que está vivendo um sonho. “O meu trabalho está com a cara que eu sempre quis ter, com força e delicadeza. Quero trazer o ponto de vista feminino para as letras de pagode, e influenciar outras mulheres para que possam cantar e se vestir da maneira que quiserem.”, afirma ela.

E falando em mulheres fortes e poderosas, Marvvila também colaborou com ninguém mais, ninguém menos que Ludmilla, em seu projeto denominado Numanice, dedicado ao gênero do pagode e do samba. “Eu já adorava o trabalho da Ludmilla, me inspirava muito na força e no jeito dela de cantar.”, tieta.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por MARVVILA (@marvvila) em

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por MARVVILA (@marvvila) em

Marvvila ainda compartilha que sente muita gratidão por todo o carinho que Ludmilla teve com ela. “Mesmo ela sendo essa artista enorme, ela foi muito generosa comigo em me dar esse espaço no seu EP de pagode. Tudo o que está acontecendo depois dessa participação é muito gratificante. Muita gente começou a me conhecer depois da live que fiz com ela.”.

single de estreia: Dizendo por Dizer

Carregada de diversas referências e inspirações como Ferrugem e Alcione, Marvvila diz que o lançamento de sua primeira música contou com a colaboração de um amigo próximo, Brunno Gabryel – quem compôs a letra. “Ele é muito talentoso e delicado. Gravar ‘Dizendo por Dizer’ é mostrar o nosso trabalho juntos, mostrar que devemos persistir para realizar o nosso sonho.”, revela.

Pelo fato do pagode ser um gênero majoritariamente masculino, Marvvila explica que têm como objetivo fazer com que mais mulheres ocupem esse espaço. “Beth Carvalho, Jovelina, Dona Ivone e muitas outras foram importantes para a minha geração ter mais voz na música brasileira e, principalmente, no samba. Agora, no pagode, quero levar essa força feminina.”, afirma.

E vai além da música. A cantora compartilhou também que já recebeu relatos de garotas que enxergaram em seu trabalho, inspiração e força.“Eu já recebo muitas mensagens de garotas que começaram a soltar o cabelo depois que me viram nas redes sociais. E é isso que quero continuar fazendo – mostrar que podemos nos vestir e cantar o que quisermos. Quero arrastar mulheres a se sentirem encorajadas.”, arrebata.

No entanto, Marvvila abre o coração e fala sobre os desafios de ser uma mulher negra dentro do universo artístico. “Acho que sentimos um medo de falhar muito maior do que os homens. A pressão em cima da gente é muito maior, os olhares julgam muito mais – a nossa voz, a nossa roupa, a nossa postura.”, conta. Mas, justamente por ultrapassar todos esses obstáculos, a cantora mostra que a trajeória é ainda mais gratificante. “Quando subimos no palco, pouca gente vê o processo longo que foi de nos descobrirmos e de tomarmos coragem para cantar.”, revela.

projetos futuros

Empoderada e promissora, Marvvila afirma que seu trabalho está só começando: teremos mais novidades ainda em 2020! “Esse ano ainda tem mais um single para preparar o público para o meu álbum ano que vem!”, conta. E mal podemos esperar, né?

Enquanto esperamos, confira abaixo o clipe oficial do single Dizendo por Dizer:

Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.