Fale conosco

O que vc está procurando?

TodaTeen

Cinema e TV

Entrevista com Victoria Justice, protagonista de Victorious

Entrevista com Victoria Justice, protagonista de Victorious

A tt conversou com a atriz e cantora Victoria Justice durante a coletiva de imprensa em São Paulo na última quarta-feira (3). Victoria falou sobre moda, carreira, o fim de Victorious e até sobre vida pessoal. Confira:

Entrevista com Victoria Justice, protagonista de Victorious

Foto: Jason Merritt/Getty Images

Como você define o seu estilo?

Dica de moda: eu acordo de manhã todo dia e me vejo como se fosse uma tela em branco. Vou jogando cores e acessórios. Principalmente quando estou no tapete vermelho, gosto de me arriscar. Coloco roupas que as pessoas nunca esperariam que eu usasse. E pretendo fazer mais isso no futuro, de vez em quando é bom você chocar e ver gente dizendo: “nossa, que diferente, não esperava isso (risos).”

Qual peça não pode faltar no seu guarda-roupa?

Adoro jeans e suas diferentes estampas, curto cores brilhantes também.

Ter começado sua carreira com apenas dez anos de idade na tevê (Gilmore Girls), atrapalhou na sua fase de criança na escola e com seus amigos?

Comecei até mais cedo do que você falou, a partir dos meus oito anos de idade, fazendo testes para modelo e comerciais de Televisão. Mas eu sempre me mantive normal com uma vida muito tranquila. Frequentava a escola e muitas vezes, tinha que me ausentar por conta dos testes. Mas meus pais sempre enfatizaram muito a questão da educação. Fui uma aluna nota dez durante todo Ensino Fundamental e Médio. Até o segundo ano estudei em escola pública, sempre valorizamos isso. Não queria que os meus amigos soubessem que eu atuava… Mas é o tipo da coisa que não dá para esconder, né (risos)? Nunca quis que me vissem de uma forma diferente. Foi só o fato de ter escolhido uma carreira muito cedo e em função disso, muita coisa aconteceu.

O que você achou do Brasil? E dos fãs?

Não tive muito a oportunidade de conhecer o país ainda, mas estou adorando! É a primeira vez que venho ao Brasil, então não sei muito o que esperar. Mas com certeza é um lugar onde todo mundo se diverte com pais, crianças, adolescentes e toda a família. Adorei comer pão de queijo… Derrete na boca (risos)! É muito gostoso!

Muitas vezes as pessoas confundem ator com o personagem. Você tem semelhanças com a Tori?

Certamente há muitas coincidências e uma coisa migra de um para o outro. Quando cheguei em Los Angeles fiz um estudo para ser atriz e para ser cantora. Essa é uma semelhança muito óbvia entre nós. Tanto ela quanto eu adoramos atuar. Também defendo com unhas e dentes meus amigos que é uma qualidade também da Tori. Sou latina também, minha mãe é porto-riquenha e tem a questão das irmãs: eu tenho uma mais nova e a personagem tem outra mais velha. No primeiro episódio ela morre de medo de ir ao palco. Uma coisa é você atuar no ‘teatrinho’ da escola e outra é estrear em seu primeiro show. Assim como ela, fui ganhando confiança e hoje me sinto super tranquila. Ela também é super desajeitada (risos), às vezes tromba nas coisas, a comédia dela tem muito a ver com o físico. E na vida real também sou assim, me expresso muito através do corpo e acabo derrubando um monte de coisa (risos).

Quais são seus planos para quando Victorious acabar? O que os fãs podem esperar para sua carreira musical?

Escrevo música desde os dezesseis anos. Meu contrato com a Sony e Columbia foi feito separado da série. Durante todo esse período nunca consegui me dedicar exclusivamente para escrever. Acho que agora será esse o caminho. Tenho um single programado para meados do ano que vem. Com o fim da série estou abrindo um novo capítulo da minha vida. Estou super animada e emocionada também. Mas há novos episódios que ainda vão passar no Brasil, então o pessoal ainda vai assistir.

Você ficou chateada ao saber que a série ia acabar?

É uma sensação muito estranha, uma coisa doce e amarga ao mesmo tempo porque eu não sabia que estávamos gravando os últimos. Não tive a oportunidade de me despedir do cenário, do pessoal. Adoro fazer o papel da Tori e toda essa parte musical. Foi realmente muito gostoso.

Entrevista com Victoria Justice, protagonista de Victorious

Como foi filmar Fun Size?

Me identifiquei muito com a Wren e o filme todo é um pouco maluquinho, mas não é nada que excede. Quando aceitei o papel para o Fun Size, a Nickelodeon não havia ainda aprovado o filme. Tive que lutar, fazer vários testes, disputando com atrizes de peso. Vocês verão coisas na tela que com certeza não veriam no Victorious.

O que você mais ama fazer: atuar ou cantar?

Vejo isso como uma coisa só. Tive muita sorte de poder encarar os dois lados: atuando e cantando. Muitas pessoas não sabem, mas há três músicas que eu escrevi que fazem parte do show de Victorious. Fico super orgulhosa disso. Fiz meu primeiro papel principal no Fun Size, que vai estrear no Brasil. Eu adoraria desenvolver outros personagens, estilos. Mas adoro escrever música também. Em breve vou lançar meu próprio álbum, já está nos planos. Gostei de viver a Tori e realmente desejo continuar com as duas coisas.

Quem são suas influências na música?

Cresci com influência de muitos estilos musicais, visitei muitos lugares com minha mãe. Essa influência pelos mais antigos se deu por isso também. Quando ela me levava no carro para fazer os testes, a gente ouvia muito rádio. Elton John também foi uma influência muito significativa.

[relacionadas posicao=”direita”]

Qual personagem você adoraria interpretar?

Gostaria também de começar a fazer papéis em séries dramáticas. Não queria ficar rotulada como uma atriz que apenas se encaixa naquele perfil de cantar e atuar. Desejo algo mais amplo para que eu seja conhecida por outros talentos que tenho.

O que costuma ver na tevê?

Praticamente não tenho tempo de ver televisão. Vejo um ou outro, quando dá.

Aceitaria participar de um reality show?

Não! Definitivamente nunca participaria de um reality. É algo maluco, uma invasão à privacidade da pessoa. Já fico maluca quando tem um monte de câmera em cima de mim. Dá uma sensação que você está num aquário. Cada um segue seu caminho. Eu particularmente não faria. Não estou buscando necessariamente esse tipo de atenção para mim, mas aos projetos que eu faço.

A fama atrapalha na hora de arrumar um namorado?

Essa parte tento manter com mais privacidade porque já exponho minha vida através dos personagens. Não sou do tipo de menina que gosta de ver minha foto estampada na revista com meu namorado.

Mas você está em busca de um amor?

Nesse momento a prioridade da minha vida é a carreira porque a gente acaba não tendo muito tempo. É legal ter um relacionamento, mas tem de ser uma pessoa que não seja ‘afetada’ por esse mercado, que tenha sua própria vida, sonhos e que seja realmente companheiro.

Entrevista: Michele Marreira

11 Comentário(s)

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.