Connect with us

Entretenimento

Entrevista: Sophia Abrahão e Carolina Munhóz, autoras de “O Reino das Vozes que não se Calam”

Em entrevista exclusiva à todateen durante a Bienal do Livro, as autoras falaram sobre o processo criativo, Harry Potter, Cassandra Clare, destino e muito mais! Confira!

Published

on

Carolina Munhóz e Sophia Abrahão

O primeiro fim de semana da Bienal do Livro de São Paulo foi agitado e marcado pela presença de diversos autores, nacionais e internacionais, além do público que, no sábado, chegou a 10 mil pessoas.

Um dos destaques do dia 23 foi a atriz Sophia Abrahão, que ao lado da jornalista e autora Carolina Munhóz, realizou uma tarde de autógrafos para os fãs do livrorecém-lançamento pela Editora ROCCO, O Reino das Vozes que não se Calam.

A tt conversou com Sophia e Carol sobre a obra. As duas estavam exalando sorrisos e pareciam muito cúmplices. Em off, Carolina confessou que Sophia sempre foi uma inspiração: “Uma vez me perguntaram quem seria a minha inspiração, a minha ‘it girl’, e eu respondi na hora: Sophia Abrahão! Isso foi há um ano atrás. A gente nem se conhecia. Estranho, né?“, comentou a loira. Sophia, por sua vez, afirmou: “Que legal! Isso é muito coisa do destino!“.

Carolina Munhóz e Sophia Abrahão

Foto: Caio Duran / Ag News

Confira como foi o bate-papo:

tt: Carol, você já tem três livros publicados que tratam sobre fadas – A Fada, Feérica e O Inverno das Fadas. Nesse livro com a Sophia você optou por uma abrangência maior no mundo da fantasia e não falar somente sobre fadas. Como foi essa decisão?

Carol: Foi bem diferente. Apesar de não conseguir me livrar completamente delas, já que no Reino também existem fadas. Mas é um background, realmente. Foi gostoso, porque a Sophie é uma personagem que realmente é humana, mas acredita ser princesa nesta outra dimensão. Então foi mais psicológico que fantástico, mesmo a gente usando toda a fantasia ao redor.

tt: Carol, você comentou que uma de suas inspirações para a criação de Sophie, protagonista de “O Reino”, foi a personagem Ofelia, do filme “O Labirinto do Fauno”, de Guillermo Del Toro. Até onde você acha saudável para um autor se inspirar em uma história que já exista?

Carol: Eu acredito que, hoje em dia, nada é totalmente único. As ideias estão lá e vários autores estão pegando essas ideias. A questão da similaridade com o Del Toro é que: uma menina, do mundo real, vive sonhando e acreditando num mundo mágico e se transportando para ele. Essa é a única coisa que poderia ser comparada. Que é o mesmo caso de ‘Alice no País das Maravilhas’. Ela acredita estar nesta outra dimensão. Mas depois disso, nosso foco é totalmente diferente. Nós gostamos de resgatar os grandes mestres, mas sempre criando algo diferente.

tt: Sophia, para quem ainda não sabe, conte como surgiu o seu interesse pela escrita da Carolina:

Sophia: Foi uma coincidência, mas como eu não acredito em coincidências, ‘cá’ estamos! Eu citei na novela Amor à Vida o livro ‘O Inverno das Fadas’, que eu ainda não havia lido. Conheci a literatura da Carolina ali. Comecei a pegar os outros livros, e entender um pouco melhor esse mundo dela. A Carol é fã de literatura fantástica, assim como eu, então o jeito dela escrever é o jeito que eu gosto de ler. A gente se deu bem logo de cara. Através da novela nos conhecemos e começamos a pensar em escrever um livro juntas.

Carol: Foi incrível porque nós duas gostamos de Harry Potter e de Jogos Vorazes, que são da ROCCO, então já era a editora perfeita.

O Reino das Vozes que não se Calam

Foto: Divulgação / Editora ROCCO

 tt: Carol, a sensualidade que você aborda no “O Inverno das Fadas”, em “O Reino”, foi deixada de lado. Talvez por ser um livro mais jovem. Como vocês optaram por isso?

Carol: Foi pela questão do público que já existe. Meu público é mais velho, já Sophia tem um público mais jovem. Então tentamos controlar. É claro que, a personagem tem 16/17 anos e chega um momento que ela encontra um garoto que se interessa, tem um clima sensual, mas é bem moderado para não passarmos do limite.

Sophia: A gente tinha um pouco de preocupação também para que não ficasse infantil demais. Então, tentamos encontrar esse meio termo. Porque a história não é boba nem vazia. Ela tem o peso dramático que nós acreditamos ser apropriado para os nossos leitores.

tt: Se vocês tivessem um poder mágico, qual seria?

(Risos)

Sophia: Com certeza… (Olhando para Carol).

Carol: Sim, é o básico: a capa da invisibilidade de Harry Potter!

Sophia: A capa da invisibilidade. Eu sempre quis!! O teletransporte eu também usaria muito.

Carol: Eu, hoje, me transportaria para o lado da Cassandra Clare, com a minha capa da invisibilidade, tiraria e falaria “HARRY POTTER!”, tiraria uma foto e pronto. Tentei fazer isso hoje e não consegui… Faltou a capa! Haha.

tt: E como foi essa experiência de escrever um livro a quatro mãos?

Carol: Foi diferente, mas eu tive muita sorte. Tive uma pessoa maravilhosa ao meu lado, que todas as vezes quis conversar, pensar junto comigo, apoiou todas as ideias, e curtiu o processo. Então, eu acho que fez valer a pena a nossa parceria. Nossa amizade, nosso carinho…

Sophia: O livro só existe porque foi escrito a quatro mãos. Sem a Carol esse livro não estaria aqui hoje.

tt: Sophia, você é muito ativa na blogosfera de moda. Percebi que, no livro, o figurino tem um destaque muito importante. Você quis inserir a moda no livro?

Sophia: Sim, foi uma coisa bem pensada.

Carol: Várias fotos que ela postava de Lookbook eu já mandava uma mensagem ‘Nossa, isso é muito Sophie!’. E já pensava em como transportar isso pro livro. Já que a personagem tem todo um estilo grunge que a Sophia adora, e ao mesmo tempo o glamuroso, que ela também utiliza no dia a dia da profissão.

Sophia: Tanto que na capa, nós utilizamos a Sophie no Reino. Uma coisa mais arrumada, mais glamurosa. Sem perder aquele ar grunge dela.

tt: Sophia, como é o relacionamento com os seus fãs, também retratados como figuras mágicas no livro?

Sophia: É o melhor possível! Eles me acompanham onde eu vou, eles prestigiam todos os lançamentos e novidades que eu trago para eles. Eles são superpresentes nas redes sociais, é um carinho que, para mim, não existe igual. E assim como eu disse que o livro não existiria sem a Carol, eu acredito que a Sophia Abrahão não existiria sem os Tirulipos.

Confira as fotos do evento durante a Bienal:

[galeria id=731]

Advertisement
1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Celebs

BBB21: No “Domingão do Faustão” Karol Conká diz que se arrepende de ter participado do Big Brother Brasil

Published

on

BBB21: No "Domingão do Faustão" Karol Conká garante que não foi "brifada" em eliminação e dá detalhes sobre sua convivência na casa
Divulgação/Globo

Hoje será um dia agitado para a imagem de Karol Conká, isso porque, neste domingo (28), além de dar uma entrevista para o Fantástico, a rapper também marcará presença no Domingão do Faustão. Ela pretende falar sobre seu comportamento na casa e contará quais são seus planos para o futuro.

No trecho em áudio da entrevista com o Faustão, divulgado no último sábado (27), pelo colunista Leo Dias, Karol afirma que não acha que foi cancelada, mas deixou bem claro que se arrependeu de ter entrado e que, se pudesse voltar ao passado, teria feito pelo menos um tratamento psiquiátrico.

+ BBB21: após o massacre de Karol Conká, o discurso de perdão na internet faz sentido?

A rapper ainda disse que foi alertada pelos colegas de seu comportamento. “Fui meio que alertada pelo Gil. Aí eu comecei a conversar com a Sarah, com a Juliette. Eles começaram a me explicar, o Projota, a Pocah. Só que eu já tinha perdido o controle. […] Os recortes, as coisas que vão pra internet ficam replicando sem parar… Elas maximizam muito. Então dá a impressão que eu passava o tempo inteiro naquele ‘mood’ ali”, disse.

Karol também comentou sobre os boatos de que ela teria sido brifada, recebendo informações da Globo antes de entrar no ao vivo com Tiago Leifer, pós-eliminação. “Fiquei muito feliz quando eu saí da casa, dava para perceber que eu sorria muito, e as pessoas falaram que eu fui brifada. Isso eu achei muito engraçado. Não rolou. Eu tenho a cara de pau o suficiente para falar e falaria, mas eu não fui brifada, gente”, garantiu a rapper.

Escute o áudio completo:

Continue Reading

Celebs

Affair do Duque? Tudo sobre a namorada de Regé-Jean Page, de “Bridgerton”!

Published

on

Affair do Duque? Tudo sobre a namorada de Regé- Jean Page, de "Bridgerton"!
Divulgação/Daily Mail UK

É, pessoal… o Duque de Hastings já encontrou sua Duquesa. E, apesar dos fãs, não. Não é com Phoebe Dynevor (Daphne Bridgerton). Como muitos já sabem Regé- Jean Page, o Simon Basset (Duque de Hastings) de Bridgerton, aparentemente está comprometido na vida real e foi flagrado recentemente com a namorada, em Londres.



Segundo o Daily Mail UK, o nome da sortuda é Emily Brown, de 30 anos, e trabalha como redatora freelancer, já tendo trabalhado para empresas como Nike, Converse e Uber. Além disso, o portal também revelou que Emily também joga futebol, no Football Beyond Borders Warriors do sudoeste de Londres, uma instituição de caridade que usa o futebol para ajudar jovens desfavorecidos a terem sucesso na escola e na transição para a vida adulta. Que tudo, né?

O site também afirma que, aparentemente, o relacionamento é sério. Isso porque o casal teria comprado uma casa juntos, no £ 800.000 (aproximadamente R$ 6.237.504,32), no norte de Londres em fevereiro de 2020, o que significa que o relacionamento deve ir longe.

Emily parece não estar ativa nas redes sociais e, por enquanto, Regé-Jean – discreto sobre sua vida amorosa – também nunca postou foto com ela.

Que esse casalzão seja muito feliz, né?

Continue Reading

Celebs

BB21: Nego Di se incomoda com declarações de Lucas Penteado e detona Rede Globo: “Cansado de passar pano”

Published

on

BB21: Nego Di se incomoda com declarações de Lucas Penteado e detona Rede Globo: "Cansado de passar pano"
Divulgação/Globo

Fogo no parquinho! Na madrugada deste domingo (28), Nego Di – que já foi eliminado do BBB21 – se irritou com as declarações de Lucas Penteado no Altas Horas e resolveu soltar a língua sobre a Rede Globo e sua participação no reality.

Em uma série de Stories em seu Instagram, ele questionou o comportamento da emissora e quis entender porque o comportamento da Globo é diferente com cada um dos eliminados.

“O cara vai no programa e fala que eu falei pra ele que ele defende vagabundo, que vários filhos são arrancados de suas mães e que isso atinge diretamente a periferia, como se ele não soubesse sobre o que realmente foi a nossa discussão. E muita gente realmente me pergunta por que eu falei aquilo. Eu tive conversas com o Lucas lá dentro que eu não gostaria de ter tido. Ele me botou em situações em que eu não gostaria de ter entrado. E quem me acompanha sabe que eu sou um cara que tento controlar meu temperamento, mas às vezes fica difícil”, disse ele.

O humorista continuou: “Tive conversas em que ele falou pra mim que não conhecia um policial que fosse honesto, um policial que fosse correto. E ele estava invertendo, inclusive, os valores. Ele dizia que o correto era o cara que era bandido, porque não tinha opção, etc e tal. Eu conheço também. Eu também vim do nada. Na real, eu tive menos oportunidades que o Lucas, inclusive, por onde eu vim, pela minha situação de vida… Menos estrutura, tudo menos. E eu nunca coloquei a justificativa na minha situação para fazer nada de errado. E essa era minha discussão com ele e ele sabia disso. Ele estava querendo inverter os valores e fazer com que eu concordasse.”.

“ocultando fatos”

Nego Di então fez uma afirmação polêmica e afirmou que a TV Globo está ocultando fatos do reality. “Eu vi o Lucas lá dentro fingindo que estava incorporado para assustar as meninas. Agora no Altas Horas ele está dizendo que tiraram sarro de religiões de matrizes africanas. Ele foi o primeiro. Para assustar as meninas”, comentou ele, que disse que viu pelo menos cinco sisters diferentes chorando e tremendo após conversas com o Lucas.

No Altas Horas, Lucas também comentou sobre a homofobia que sofreu. O humorista logo levantou que a primeira pessoa a questionar a bissexualidade do colega teria sido Sarah. “Ela inclusive usou o termo ‘topa tudo por dinheiro’. Ela falou assim: ‘Gente, sério. Defendi até agora, mas lavei as minhas mãos, até porque eu sou amiga dele, mas sou muito mais amiga do Gil. Se ele usou o Gil, cara, pra mim já era’”, relembrou ele.

expulsão?

Nego Di disse que a saída de Lucas não foi voluntária, e sim compulsória. “[No confessionário], ouvi assim: ‘Mano, esqueça esse assunto, não fala mais disso. Aja assim, assim, assado… Tá tudo certo, agora o convívio de vocês vai melhorar, o cara era um mostro quando bebia’. Quando uma pessoa te fala isso, te leva a crer que, mano, estou agindo certo, estou do lado certo”, comentou ele.

“A real é que eu estou cansado de evitar falar da Globo, de passar pano. Tá demais. F*d&-se que tem contrato. Azar. As pessoas trocavam de microfone quatro vezes no dia. Eram chamadas no confessionário, voltavam e parecia que tinham sido benzidas, parecia que tinham tomado um passe, voltava uma pessoa mais equilibrada, de luz.”, disse.

edição no pay per view?

O humorista disse que várias coisas foram tiradas de contexto ou ocultadas, afirmando que a edição também aconteceria no pay per view. “Ninguém é 100% ruim nem 100% bom. Só que, em determinado momento, parece que não vale a pena para eles mostrar o lado bom, porque senão estraga o personagem que eles criaram do vilão”, falou.

Nego Di também falou sobre Karol Conká. “A Karol, que, ao que tudo indica, foi a pessoa que mais fez cagada, foi acolhida também? Eu não entendi”, disse ele, questionando o fato de que, antes da entrada da rapper no palco após a eliminação, a emissora colocou um intervalo. “Quando saí, fui empurrado para um ao vivo. Mão nas costas, microfone na mão: ‘Conta até 10 e entra’”, disse.

98 porcento

Lá para o final de seu relato, Nego Di revelou que está com muita coisa engasgada e que, por isso, está preparando um show chamado 98 Porcento (referência à porcentagem de votos em sua eliminação) para revelar o que o público não vê.

“O que estão fazendo é sacanagem. O tratamento todo mundo viu, tá sendo totalmente diferente. Eu tenho família também, eu tenho meu trampo também. Também tenho minha dignidade, não fui tratado igual. E quem cala consente. Não vou calar, não, porque está errado”, afirmou.



Continue Reading
Advertisement
Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.

 
Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Mais Lidos

Copyright © 2020 - Website produzido por Perfil.com Ltda. Uma parceria de conteúdo Perfil Brasil e Editora Alto Astral. Este site é parceiro do UOL Entretenimento.