Connect with us

Fun

“Essa é a nossa noite”, diz Justin no último show no Brasil

Tudo o que rolou no segundo show de São Paulo!

Published

on

Justin no palco de camiseta o palmeiras e bermuda cantando Sorry

Um estádio lotado. Beliebers ansiosas (e todas trabalhadas no look pra ver Justin). Arquibancadas e pista normal estavam lotadas. Na pista premium, havia um pouco mais de espaço e muitas celebs e youtubers que viraram a atração principal enquanto Justin Bieber não subia ao palco para seu último show no Brasil e segundo na cidade de São Paulo. Mas espera! Antes teve o show de abertura…

Telão com os dizeres Purpose Tour

Olha aí o telão antes de o show começar! – Foto: Pérola Stein

Rudy Mancuso: puro carisma!

View this post on Instagram

Obrigado Brasil

A post shared by Rudy Mancuso (@rudymancuso) on

Quando Rudy Mancuso entrou no palco com uma bandeira do Brasil pra ser amarrada ao microfone e as baquetas na boca, ele até parecia um assistente, dando os ajustes finais. Rudy é meio faz tudo mesmo. Esse é o espírito – tocava todos os instrumentos (muito bem, por sinal) e não parava de declarar seu amor pelo Brasil. Pensa num cara fofo!

 

Rudy Mancuso no palco

Rudy ajeitou o espaço antes de começar – Foto: Mariana Scherma

 

Ele abriu seu show de cerca de 30 minutos com Você, do Tim Maia. E falando que, sim, ele era brasileiro. Essa porção brasileira ficou bem clara quando o boy acrescentou funk em seu setlist: Baile de Favela e Bumbum Granada agitaram a galera. Na sequência, ele disse que “Deus é brasileiro” e tirou gritinhos empolgados (apaixonados?) das meninas! Aquecimento perfeito para o que veio a seguir…

Que entrada, hein, Justin Bieber!

Entrada de Justin Bieber no palco

Baita efeito esse palco! – Foto: Mariana Scherma

Com um pouco mais de dez minutos de atraso (tudo bem, está perdoado), Justin chegou ao palco em sua caixa de vidro já tradicional, ao som de Mark My Words, jaqueta da Purpose Tour, óculos de grau e uma recepção que pode ter acabado com muitos tímpanos por lá. Mas ninguém ligou pra isso, não. As luzes, o cenário e o palco deixou qualquer belieber encantada – por mais que já tivesse acompanhando lives e postagens em redes sociais dos shows no Brasil. Ao vivo é sensacional!

Na sequência, vieram Wher Are Ü Now e Get It Used To It, até que Justin apresentou I’ll Show You. Foi com Boyfriend que o galera no Allianz Park deu o primeiro surto de empolgação e JB mostrou um pouco dos seus tão esperados passos de dança. Um momento que encheu esse jornalista aqui de emoção? Quando, antes de Company, ele perguntou se nós poderíamos ser a companhia dele. Ok, supernormal, mas foi fofo. Se você estivesse lá, também se derreteria!

Quando Justin falou…

Foram poucas as vezes em que Justin Bieber conversou com a galera. Na primeira delas, agradeceu aos fãs pela oportunidade de voltar ao nosso país – ele não citou nada, mas dava pra sentir que tinha a ver com as polêmicas da última turnê. Tá perdoado, Justin.

Sem pegadinhas de 1º de abril, um dos momentos mais incríveis foi quando ele falou à plateia (mas aposto que cada fã sentiu como se ele estivesse dizendo direto a ela própria) que: “This is THE night. This is OUR night” (traduzindo: essa é A noite. Essa é a NOSSA noite). A voz calma e tranquila de Justin nesses momentos levava geral à loucura! Como resistir?

No sofá com Justin

Parte tranquilinha do show foi quando o cantor se sentou em um sofá de veludo avermelhado (imagina só você e ele de boas naquele sofá, #sonho!) para Cold Water, Love Yourself (que animou demais!) e Been You. Não tinha quem não soubesse a letra dessas músicas, fato!

Justin sentado no palco com violão

Momento fofíneo – Foto: Mariana Scherma

Justin chamou ao palco quatro fãs para ganhar abraços. Os sortudos foram Lívia, Pedro, Rafaela e Mel. Se alguém ainda duvida do carinho de JB por seus beliebers, deixou de duvidar no momento em que ele os abraçou. Rafaela ganhou o troféu fofura por demorar a soltar o cantor e tirar o sorriso mais espontâneo dele. #TodasQueremSerRafaela

Melhor parte?

A sequência final, com Life Is Worth Living, What Do You Mean, Baby, Purpose e Sorry, no bis, foi a melhor – mas é a minha opinião, tá? Justin estava mais solto no palco, assim como a galera vendo a apresentação, que já parecia ter saído do estado “me belisca, tô mesmo no show do Justin?”. Aliás, Baby e Sorry foram as canções que mais ganharam coral de quem estava por lá. Fofo de Justin não esquecer Baby em seu setlist, a primeirona que o apresentou ao mundo.

O que ficou?

A sensação clara de que Justin não entra em campo pra perder – a produção estava impecável. E Justin já estava beeem brasileiro no final com a camisa do Palmeiras, bermuda e tênis. O que faltou? Nesse show, JB não mostrou seu tanquinho (poxa!), ele até sensualizou passando a mão na barriga, mas levantar a blusa que é bom? Nada! Fiquei com uma sensação a desejar na hora das danças: sim, ele dançou pouco, bem menos que nos clipes. Mas isso foi a minha impressão. Os olhos das beliebers saíram do Allianz Park brilhando e querendo mais. Volte sempre, Justin. Já estamos no aguardo!

Confira o setlist

Mark My Words
Where Are U Now
Get Used To It
I’ll Show You
The Feeling
Boyfriend
Cold Water
Love Yourself
Been You
Company
No Sense
Hold Tight
No Pressure
As Long As You Love Me
Children
Let Me Love You
Life Is Worth Living
What Do You Mean
Baby
Purpose
Sorry

LEIA TAMBÉM

Advertisement

Cinema e TV

Protagonismo feminino: 5 seriados da Netflix para maratonar no Dia Internacional da Mulher

Published

on

Protagonismo feminino: 5 seriados da Netflix para maratonar no Dia Internacional da Mulher
Rawpixel/Divulgação | Arte: Laura Ferrazzano

Hoje, dia 8 de março, é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Data em que recebemos flores e ouvimos palavras de afeto daqueles que amamos. No entanto, somos mulheres todos os dias, e, por isso, é absolutamente necessário que conquistemos, cada vez mais, protagonismo em todos os âmbitos sociais e culturais.

A importância de vermos mulheres como heroínas de suas próprias histórias, de maneira plural, servindo de exemplo umas com as outras gera uma sensação de reconhecimento e empatia que é revolucionária.

Pensando justamente em personagens que nos inspiram e que se mostram fortes e conscientes, a todateen separou cinco séries da Netflix para você maratonar.

Confira!

jessica jones

Jessica Jones é uma mulher que sabe dos seus defeitos e sempre encontra uma forma de superá-los. Mesmo lidando com inúmeras adversidades, a detetive não desiste dos seus planos.

Sinopse: Após o fim trágico de sua breve carreira de super-herói, Jessica Jones tenta reconstruir sua vida como uma detetive particular, lidando com casos envolvendo pessoas com habilidades notáveis em Nova York.

o gambito da rainha

A atriz Anya Taylor-Joy vive de maneira inspiradora a vida da enxadrista Beth Harmon. Nessa série de amadurecimento (coming-of-age), vemos uma mulher brilhante superando traumas e medos para alcançar o sucesso.

Sinopse: Em um orfanato no estado de Kentucky (EUA), nos anos 1950, uma garota descobre um talento impressionante para o xadrez enquanto luta contra o vício e os problemas que acompanham sua genialidade.

dear white people

Baseado no filme homônimo de Justin Simien, a série Cara Gente Branca acompanha a inabalável Samantha White, vivida por Logan Browning, em sua universidade predominantemente branca. Política e revolucionária, a cada episódio Sam encontra maneiras de mostrar sua voz.

Sinopse: Uma guerra cultural entre negros e brancos vem à tona em uma universidade predominantemente branca quando uma revista de humor organiza uma polêmica festa de Halloween.

las chicas del cable

Las Chicas del Cable é uma série que nos mostra que sororidade é algo essencial. Juntas, essas quatro amigas descobrem como defenderem seu valor em um mundo de homens.

Sinopse: Em 1929, quatro mulheres vêm de diferentes partes da Espanha para trabalhar como telefonistas em uma empresa em Madri que vai revolucionar o mundo das telecomunicações. No único lugar que representa progresso e modernidade para as mulheres da época, elas aprendem a lidar com inveja e traição, enquanto embarcam em uma jornada em busca do sucesso.

one day at a time

Mesmo tendo sido oficialmente cancelado, esse reboot dá um show de representatividade. Com protagonistas latinas, o sitcom dá espaço para discussões extremamente importantes.

Sinopse: Na nova versão do clássico da TV sobre uma família de imigrantes cubanos, a mãe recém-divorciada e a avó careta criam uma adolescente e um pré-adolescente.

Continue Reading

Entretenimento

Performances do Grammy 2021: BTS, Billie Eilish, Harry Styles, Taylor Swift e mais!

Published

on

Performances do Grammy 2021: BTS, Billie Eilish, Harry Styles, Taylor Swift e mais!
Frederick M. Brown/Getty Images; Amy Sussman/Getty Images; Getty Images for Victoria's Secret; Alberto E. Rodriguez/Getty Images for The Recording Academy

Neste domingo (7) o Grammy Awards 2021 divulgou a lista de performances que se apresentarão no dia da premiação, no próximo domingo (14). Segundo as publicações do evento teremos shows de: BTS, Taylor Swift, Billie Eilish, Cardi B, Doja Cat, Harry Styles, Dua Lipa, Post Malone, Black Pumas, DaBaby, Miranda Lambert, Maren Morris, John Mayer, Haim, Mickey Guyton, Brandi Carlile, Brittany Howard, Coldplay, Bad Bunny, Roddy Ricch e Lil Baby.

A academia também divulgou informações sobre o pré-show do Grammy, que contará com a cantora Jhené Aiko, o rapper Burna Boy, a banda de jazz Terri Lyne Carrington + Social Science, o músico Jimmy “Duck” Holmes, o pianista clássico Igor Levit, o músico Lido Pimienta, o cantor Poppy e o cantor Rufus Wainright.

O pré-show também incluirá um tributo a Marvin Gaye, em comemoração aos 50 anos da música, e para essa homenagem teremos as performances de: Afro-Peruvian Jazz Orchestra, Thana Alexa, John Beasley, Camilo, Regina Carter, Alexandre Desplat, Bebel Gilberto, Lupita Infante, Sarah Jarosz, Mykal Kilgore, Ledisi, Mariachi Sol de Mexico de Jose Hernandez, PJ Morton, Gregory Porter, Grace Potter, säje, Gustavo Santaolalla (Bajofondo), Anoushka Shankar e Kamasi Washington.

Os fãs ainda esperam que mais nomes sejam anunciados ao longo da semana, já que Adele, Beyoncé e Bruno Mars são performances pedidas pelo público.

Continue Reading

Cinema e TV

Critic’s Choice Awards 2021: onde assistir, lista de indicados e mais!

Published

on

Critic's Choice Awards 2021: onde assistir, lista de indicados e mais!
Frazer Harrison/Getty Images

Neste domingo (7) teremos mais uma leva de looks de red carpet e discursos icônicos, afinal, é noite de Critic’s Choice Awards. A 26ª edição da premiação começará às 21h (horário de Brasília) e é a segunda da temporada de premiações, iniciada pelo Globo de Ouro no último domingo (28). A transmissão no Brasil é exclusiva do canal de assinatura TNT.

O evento é conhecido por se basear principalmente na qualidade técnica, fator que popularizou o Critic’s como o chamado e “termômetro do Oscar”. Além disso, os fãs se encontram entusiasmados ao ver que a lista de indicados desta premiação traz  nomes esnobados pelo Globo de Ouro, como “I May Destroy You”, da HBO.

Mais uma vez, a Netflix ganhou bastante destaque no evento, “Mank”, “O Gambito da Rainha”, “The Crown” e “Ozark” são algumas das premiações presentes na lista, sendo as duas últimas as que possuem os maiores números de indicações da edição. O Amazon Prime Video não ficou de fora, concorrendo pelos filmes “O Som do Silêncio” e “Uma Noite em Miami”.

Já a HBO também traz “The Undoing”, “Lovecraft Country” e “Insecure”, enquanto o Disney+ faz sua estreia no evento com “The Mandalorian” e “Soul”. Outro streaming presente na lista de indicados é a Apple TV+, por “Ted Lasso”.

Confira a lista completa de indicados:

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA

  • Better Call Saul
  • The Crown
  • The Good Fight
  • Lovecraft Country
  • The Mandalorian
  • Ozark
  • Perry Mason
  • This Is Us

MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Jason Bateman (Ozark)
  • Sterling K. Brown (This Is Us)
  • Jonathan Majors (Lovecraft Country)
  • Josh O’Connor (The Crown)
  • Bob Odenkirk (Better Call Saul)
  • Matthew Rhys (Perry Mason)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Christine Baranski (The Good Fight)
  • Olivia Colman (The Crown)
  • Emma Corrin (The Crown)
  • Claire Danes (Homeland)
  • Laura Linney (Ozark)
  • Jurnee Smollett (Lovecraft Country)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Jonathan Banks (Better Call Saul)
  • Justin Hartley (This Is Us)
  • John Lithgow (Perry Mason)
  • Tobias Menzies (The Crown)
  • Tom Pelphrey (Ozark)
  • Michael K. Williams (Lovecraft Country)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Gillian Anderson (The Crown)
  • Cynthia Erivo (The Outsider)
  • Julia Garner (Ozark)
  • Janet McTeer (Ozark)
  • Wunmi Mosaku (Lovecraft Country)
  • Rhea Seehorn (Better Call Saul)

MELHOR SÉRIE CÔMICA

  • Better Things
  • The Flight Attendant
  • Mom
  • Pen15
  • Ramy
  • Schitt’s Creek
  • Ted Lasso
  • What We Do in the Shadows

MELHOR ATOR EM SÉRIE CÔMICA

  • Hank Azaria (Brockmire)
  • Matt Berry (What We Do in the Shadows)
  • Nicholas Hoult (The Great)
  • Eugene Levy (Schitt’s Creek)
  • Jason Sudeikis (Ted Lasso)
  • Ramy Youssef (Ramy)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE CÔMICA

  • Pamela Adlon (Better Things)
  • Christina Applegate (Dead to Me)
  • Kaley Cuoco (The Flight Attendant)
  • Natasia Demetriou (What We Do in the Shadows)
  • Catherine O’Hara (Schitt’s Creek)
  • Issa Rae (Insecure)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE CÔMICA

  • William Fichtner (Mom)
  • Harvey Guillén (What We Do in the Shadows)
  • Daniel Levy (Schitt’s Creek)
  • Alex Newell (Zoey’s Extraordinary Playlist)
  • Mark Proksch (What We Do in the Shadows)
  • Andrew Rannells (Black Monday)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE CÔMICA

  • Lecy Goranson (The Conners)
  • Rita Moreno (One Day at a Time)
  • Annie Murphy (Schitt’s Creek)
  • Ashley Park (Emily in Paris)
  • Jaime Pressly (Mom)
  • Hannah Waddingham (Ted Lasso)

MELHOR MINISSÉRIE

  • I May Destroy You
  • Mrs. America
  • Normal People
  • The Plot Against America
  • O Gâmbito da Rainha
  • Small Axe
  • The Undoing
  • Nada Ortodoxa

MELHOR TELEFILME

  • Bad Education
  • Between the World and Me
  • The Clark Sisters: First Ladies of Gospel
  • Hamilton
  • Sylvie’s Love
  • What the Constitution Means to Me

MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE OU TELEFILME

  • John Boyega (Small Axe)
  • Hugh Grant (The Undoing)
  • Paul Mescal (Normal People)
  • Chris Rock (Fargo)
  • Mark Ruffalo (I Know This Much is True)
  • Morgan Spector (The Plot Against America)

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU TELEFILME

  • Cate Blanchett (Mrs. America)
  • Michaela Coel (I May Destroy You)
  • Daisy Edgar-Jones (Normal People)
  • Shira Haas (Nada Ortodoxa)
  • Anya Taylor-Joy (O Gâmbito da Rainha)
  • Tessa Thompson (Sylvie’s Love)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU TELEFILME

  • Daveed Diggs (The Good Lord Bird)
  • Joshua Caleb Johnson (The Good Lord Bird)
  • Dylan McDermott (Hollywood)
  • Donald Sutherland (The Undoing)
  • Glynn Turman (Fargo)
  • John Turturro (The Plot Against America)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU TELEFILME

  • Uzo Aduba (Mrs. America)
  • Betsy Brandt (Soulmates)
  • Marielle Heller (O Gâmbito da Rainha)
  • Margo Martindale (Mrs. America)
  • Winona Ryder (The Plot Against America)
  • Tracey Ullman (Mrs. America)

MELHOR FILME

  • Destacamento Blood (2020)
  • A Voz Suprema do Blues (2020)
  • Mank (2020)
  • Minari (2020)
  • Relatos do Mundo (2020)
  • Nomadland (2021)
  • Uma Noite em Miami (2020)
  • Bela Vingança (2020)
  • O Som do Silêncio (2020)
  • Os 7 de Chicago (2020)

MELHOR ATOR

  • Ben Affleck – The Way Back
  • Riz Ahmed – O Som do Silêncio
  • Chadwick Boseman – A Voz Suprema do Blues
  • Tom Hanks – Relatos do Mundo
  • Anthony Hopkins – Meu Pai
  • Delroy Lindo – Destacamento Blood
  • Gary Oldman – Mank
  • Steven Yeun – Minari

MELHOR ATRIZ

  • Viola Davis – A Voz Suprema do Blues
  • Andra Day – The United States vs. Billie Holiday
  • Sidney Flanigan – Never Rarely Sometimes Always
  • Vanessa Kirby – Pieces of a Woman
  • Frances McDormand – Nomadland
  • Carey Mulligan – Bela Vingança
  • Zendaya – Malcolm & Marie

MELHOR ATOR COADJUVANTE

  • Chadwick Boseman – Destacamento Blood
  • Sacha Baron Cohen – Os 7 de Chicago
  • Daniel Kaluuya – Judas and the Black Messiah
  • Bill Murray – On the Rocks
  • Leslie Odom, Jr. – Uma Noite em Miami
  • Paul Raci – O Som do Silêncio

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

  • Maria Bakalova – Borat: Fita de Cinema Seguinte
  • Ellen Burstyn – Pieces of a Woman
  • Glenn Close – Era Uma Vez um Sonho
  • Olivia Colman – Meu Pai
  • Amanda Seyfried – Mank
  • Yuh-Jung Youn – Minari

MELHOR JOVEM ATOR/ATRIZ

  • Ryder Allen – Palmer
  • Ibrahima Gueye – Uma Vida à Sua Frente
  • Alan Kim – Minari
  • Talia Ryder – Nunca Raramente Às Vezes Sempre
  • Caoilinn Springall – O Céu da Meia-Noite
  • Helena Zengel – Relatos do Mundo

MELHOR ELENCO

  • Destacamento Blood (2020)
  • Judas and the Black Messiah (2021)
  • Ma Rainey’s Black Bottom (2020)
  • Minari (2020)
  • Uma Noite em Miami (2020)
  • O Som do Silêncio(2020)

MELHOR DIRETOR

  • Lee Isaac Chung – Minari
  • Emerald Fennell – Bela Vingança
  • David Fincher – Mank
  • Spike Lee – Destacamento Blood
  • Regina King – Uma Noite em Miami
  • Aaron Sorkin – Os 7 de Chicago
  • Chloé Zhao – Nomadland

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

  • Minari (2020)
  • Knives Out (2019)
  • Mank (2020)
  • Never Rarely Sometimes Always (2020)
  • O Som do Silêncio (2020)
  • Os 7 de Chicago (2020)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

  • Relatos do Mundo (2020)
  • Meu Pai (2021)
  • Uma Noite em Miami (2020)
  • First Cow (2020)
  • A Voz Suprema do Blues (2020)
  • Nomadland (2021)

MELHOR FOTOGRAFIA

  • First Cow (2020)
  • Mank (2020)
  • Minari (2020)
  • Nomadland (2021)
  • Destacamento Blood (2020)
  • Tenet (2020)
  • Relatos do Mundo (2020)

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

  • The Personal History of David Copperfield (2020)
  • Relatos do Mundo (2020)
  • Tenet (2020)
  • Mank (2020)
  • Emma. (2020)
  • A Voz Suprema do Blues (2020)

MELHOR EDIÇÃO

  • Os 7 de Chicago (2020)
  • Tenet (2020)
  • Parasita (Gisaengchung) (2019)
  • Meu Pai (2021)
  • Nomadland (2021)
  • O Som do Silêncio (2020)

MELHOR FIGURINO

  • Emma. (2020)
  • Mulan (2020)
  • The Personal History of David Copperfield (2020)
  • A Voz Suprema do Blues (2020)
  • Bela Vingança (2020)
  • Mank (2020)

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM

  • Emma. (2020)
  • Era Uma Vez um Sonho (2020)
  • Ma Rainey’s Black Bottom (2020)
  • Mank (2020)
  • Bela Vingança (2020)
  • The United States vs. Billie Holiday (2021)

MELHORES EFEITOS VISUAIS

  • Greyhound (2020)
  • O Homem Invisível (2020)
  • Mank (2020)
  • O Céu da Meia-Noite (2020)
  • Mulan (2020)
  • Tenet (2020)
  • Mulher-Maravilha 1984 (2020)

MELHOR COMÉDIA

  • Borat: Fita de Cinema Seguinte (2020)
  • The Forty-Year-Old Version (2020)
  • The King of Staten Island (2020)
  • On The Rocks (2020)
  • Palm Springs (2020)
  • The Prom (2020)

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

  • Another Round (Druk) (2020)
  • Collective (Colectiv) (2020)
  • A Maldição da Chorona (2020)
  • Uma Vida à Sua Frente (2020)
  • Minari (2020)
  • Two of Us (Deux) (2021)

MELHOR CANÇÃO

  • The Outpost (2020) “Everybody Cries”
  • Judas and the Black Messiah (2021) “Fight for You”
  • Eurovision Song Contest: The Story of Fire Saga (2020) “Husavik (My Home Town)”
  • Uma Vida à Sua Frente (2020) “Io si (Seen)”
  • Uma Noite em Miami (2020) “Speak Now”
  • The United States vs. Billie Holiday (2021) “Tigress & Tweed”

MELHOR TRILHA SONORA

  • O Céu da Meia-Noite (2020)
  • Tenet (2020)
  • Relatos do Mundo (2020)
  • Minari (2020)
  • Mank (2020)
  • Soul (2020)

Continue Reading
Advertisement
Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.

 
Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Mais Lidos

Copyright © 2020 - Website produzido por Perfil.com Ltda. Uma parceria de conteúdo Perfil Brasil e Editora Alto Astral. Este site é parceiro do UOL Entretenimento.