Fale conosco

O que vc está procurando?

TodaTeen

Entretenimento

Hana Khalil fala sobre violência psicológica: “Deixou sequelas até hoje”

Esta semana, Hana Khalil postou um vídeo em seu Instagram falando sobre cinco sinais mais comuns de violência psicológica. Nele, ela fala, por exemplo, que na maioria das vezes, quem comete a violência não é uma pessoa agressiva. A omissão de verdades, a alteração de informação e as mentiras acontecem aos poucos, fazendo com que a vítima desacredite de si mesma e até mesmo se culpe.

A apresentadora explicou como identificar essa violência e como agir nesses casos.

Como identificar?

Não necessariamente a violência aparece em teor de agressividade, gritaria e hostilidade. Não precisa estar em um tom agressivo para cometer; você pode estar sendo abusado psicologicamente de uma maneira bem sutil. Pode aparentar ser uma preocupação, ou, às vezes, as expressões podem lembrar desprezo. Ela pode aparecer em amigos, mãe, pai, familiares, companheiros ou companheiras, com qualquer pessoa que esteja tentando manipular você dos fatos com uma abordagem que faça você se sentir vulnerável e insuficiente. Faz você duvidar de si mesmo e do que está sentindo, e até mesmo do que é real.

Como pode afetar em recorte de classe, gênero e raça?

Pela condição histórica e pela construção da sociedade, algumas pessoas estão mais suscetíveis a serem abusadas ou abusadoras, entretanto, qualquer pessoa pode desempenhar essa pressão psicológica.

A sociedade foi montada baseada nessa violência. Quando a gente já tem essas desigualdades, que foram criadas para manipular e maquiar como o oprimido vê o opressor, são tratadas para elas compreenderam que, na verdade, não sofrem nenhuma opressão. Por exemplo, quando alguém nega a existência do racismo, isso é a distorção do que essas pessoas estão denunciando e sentindo, tornando a dor invisível, tentando apagar, fazendo pouco caso que estão sentindo.

Pessoas brancas estão mais propensas a serem abusadores com pessoas pretas, homens com mulheres, mas não tira a capacidade de qualquer pessoa poder fazer isso.

A violência psicológica pode se manifestar em diferentes níveis nessas questões. Principalmente as mulheres, em uma questão de gênero. Toda nossa cultura patriarcal educou as mulheres a serem submissas e subordinadas a um homem: pai, irmão, namorado ou marido. A partir daí é muito mais provável que elas sofram a violência psicológica, por estarem sob domínio de uma soberania patriarcal. É muito normal mulheres serem abusadas psicológicas e ao questionarem o comportamento, serem desacreditadas, machucadas e às vezes, mortas.

Os padrões da sociedade foram montados em muitas violências psicológicas, normalmente essas pessoas mais vulneráveis, nessas classificações, estão mais suscetíveis a sofrer com a violência psicológica.

O que pode causar?

Inúmeras coisas. É importante dizer que muitas crianças crescem com a violência psicológica, já que os pais as educam em cima de sua autoridade, sem auxiliá-las quando estão com problemas, fazendo com que não saibam lidar com seus sentimentos e emoções. E isso pode deixar diversas sequelas, até em longo prazo. Pode ser causa de uma ansiedade, depressão, até em casos mais intensos, além de vários outros distúrbios psicológicos. É capaz de deixar a pessoa sem o senso de realidade, gerando uma síndrome do pânico, que é realmente irreversível.

Eu já sofri violência psicológica em dois relacionamentos, e deixou sequelas até hoje. Eu tenho bastante ansiedade gerada por esses casos de gaslighting.

Existem meios para se proteger e pedir ajuda? Quais?

Existe, terapia. Precisamos naturalizar a terapia, deixar o bloqueio de lado. É um passo bem complexo na vida de algumas pessoas, principalmente aqueles que têm problema em pedir ajuda. A saúde mental é tão importante quanto a saúde física e o melhor meio de pedir ajuda é com um profissional que vai poder te tirar disso, se livrar disso.

Outra proteção é pedir ajuda, conversar com alguém próximo a você. Entretanto, a diferença entre conversar com um terapeuta e com um amigo é um abismo; o terapeuta estudou para organizar o seu pensamento, demorei a entender isso. E mesmo que você seja próximo do seu amigo, não é a mesma coisa.

A terapia não é um amigo conselheiro, mas, na verdade, é alguém que estudou 4 anos para te entender, te enxerga de fora sem vínculos e te ajuda de forma imparcial. Existem várias vertentes que a pessoa pode se identificar. Mas, antes de tudo, se a pessoa reconhecer que está sofrendo essa violência, a recomendação é se afastar porque nem tudo pode ser resolvido no diálogo, principalmente se o abusador tem a tendência de manipular esse discurso todas as vezes.

Como ajudar alguém que está sofrendo violência psicológica?

Se você observar alguém sofrendo com essa violência, é bom alertar a pessoa. Muita gente se enxerga como culpado, então talvez demore a reconhecer que o abusador é o acusado. Com a manipulação, a pessoa passa a pensar da forma que o abusador quiser, por essa razão, a parte mais importante é ajudar no reconhecimento da violência psicológica. Aconselhar o afastamento e a busca por terapia é o segundo mais importante porque o espaço é essencial para a proteção da pessoa e da saúde mental.

Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.