Fale conosco

O que vc está procurando?

TodaTeen

Comportamento

Conheça um pouco sobre o movimento ”Black Lives Matter”

O movimento ”Black Lives Matter” luta contra a brutalidade policial e as condições econômicas, sociais e políticas que oprimem os negros dos EUA

Divulgação

O movimento Black Lives Matter, ou “As vidas dos negros importam”, se estendeu por todo o território dos EUA no final de 2014 e início de 2015 em protesto pelo assassinato de Michael Brown em Ferguson, Missouri e de Eric Garner na cidade de Nova York. Os dois jovens foram assassinados por policiais e, na época isso, gerou uma grande revolta. Hoje, o movimento BLM converteu-se numa organização que se propõe a lutar não só contra a brutalidade policial, como também contra as condições econômicas, sociais e políticas que oprimem os negros dos EUA.

Fundação Black Lives Matter

Divulgação

Divulgação

O movimento foi fundado por três ativistas negras: Alicia Garza, diretora da National Domestic Workers Alliance (Aliança nacional de trabalhadoras domésticas), Patrisse Cullors, diretora da Coalition to End Sheriff Violence in Los Angeles (Coligação contra a violência policial em Los Angeles) e Opal Tometi, ativista pelos direitos dos imigrantes. Tudo começou em 2013 com a organização de um protesto contra a absolvição de George Zimmerman, um vigilante de bairro, no caso do assassinato de Trayvon Martin, um jovem negro de 17 anos. Mas foi em 2014 que o movimentou tomou grandes proporções por conta do assassinato de Michael Brown, em Ferguson. Em agosto de 2014, o Black Lives Matter organizou uma “marcha pela liberdade” que contou com 500 ativistas em Ferguson.

Ações do BLM

NYC action in solidarity with Ferguson. Mo, encouraging a boycott of Black Friday Consumerism.

No inverno de 2014/2015, a organização BLM convocou manifestações em todo o país. Em 25 de fevereiro, na Universidade de Washington, em Seattle, centenas de estudantes abandonaram as aulas em apoio ao movimento, para denunciar vários incidentes racistas ocorridos no campus. Em 28 de fevereiro, em Chicago, o BLM, a Southern Christian Leadership Conference e a Gay Liberation Network convocaram uma concentração de protesto diante da sede da polícia da praça Homan, onde estavam retidos vários afro-americanos e outros manifestantes sem poderem telefonar ou contar com a assistência de um advogado, além de serem maltratados. Em 9 de março, na Armory Show, uma importante exposição na cidade de Nova York, um grupo de artistas do BLM leu poemas, interpretou peças musicais e realizou um simulacro que recordava a morte de Eric Garner. Em 15 de março, em Louisville, membros do BLM manifestaram-se no bairro de lazer e restauração da 4th Street Live, para protestar pela detenção de um homem negro, por levar calções franzidos e um lenço na cabeça, indumentárias que estão proibidas na 4th Street Live. Em 16 de Março, em Portland, um grupo de membros do BLM manifestou-se em um restaurante, onde havia uma clientela maioritariamente branca, e leu, em voz alta, os nomes dos negros assassinados pela polícia, pedindo seguidamente aos presentes que se levantassem em sinal de solidariedade, coisa que alguns fizeram. Em 9 de julho desse ano, centenas de pessoas foram às ruas de Londres, no bairro multiétnico de Brixton, no sul da capital britânica, com cartazes contendo frases como “Parem de nos matar” e “O silêncio branco custa vidas”.

SAIBA MAIS

Vlogger de 13 anos cria série para falar sobre heróis negros brasileiros. Conheça Ph Côrtes!

Mc Carol lança música em protesto contra a violência policial

Garoto que sonha em ser gari ganha uma festa de aniversário com o tema

Famosos que apoiam o movimento

Reprodução

Reprodução

Beyoncé, Bono Vox, Pharell Williams, Rihanna, Chris Rock e outros famosos fizeram um vídeo que mostra “as 23 três maneiras que um negro americano pode acabar morto”, falando sobre 23 vítimas de violência policial nos Estados Unidos nos últimos anos. O vídeo foi montado pela fundação de Alicia Keys ”We Are Here”, que trabalha na afirmação dos direitos da comunidade negra no país. Cada um cita um caso em que uma vítima negra teve sua vida tirada nos últimos anos. Eles enumeram assassinatos como o de Tamir Rice, de apenas 12 anos, assassinado pela polícia por portar uma arma de brinquedo. O de Eric Garner, vendedor ambulante que morreu estrangulado em uma abordagem, e Trayvon Martin, de 17 anos, morto a tiros por um segurança de um condomínio fechado sem ter feito nada. Ao final do vídeo, Alicia Keys pede que a população cobre o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para que ele reformule completamente a ação e treinamento policial no país. Alguns atletas também se manifestaram sobre o assunto. DeMarcus Cousins e Paul George, ambos jogadores de basquete, postaram fotos com o fundo totalmente preto em suas redes sociais, como proteste em nome do LBM.

Barack Obama sobre o Black Lives Matter

black lives metter

Barack Obama afirmou que o movimento segue a mesma tradição que o ativismo contra a escravidão e pelos direitos das mulheres, embora quem ataque a polícia “prejudique” a causa. Em declaração à imprensa em Madri, o presidente dos EUA disse esperar que os integrantes desse movimento e as forças de segurança escutem-se mutuamente para superar as tensões da morte de dois jovens negros pela polícia e o massacre de cinco agentes em Dallas, no Texas. “Acredito que muita gente do movimento ‘Black Lives Matter’ quer ver uma melhor relação entre a polícia e as comunidades”, disse Obama. O presidente afirmou também que em um movimento como esse sempre “haverá gente que diga coisas imprudentes ou cheias de generalizações”, mas que não se pode julgar todos da mesma maneira. Ele recomendou aos ativistas que mantenham “um tom honrado, sério e respeitoso porque isso ajudará a mobilizar a sociedade americana para conseguir uma mudança real”.

Black Lives Matter no Brasil

black lives metter
No Brasil os representantes do movimento tentam criar sua própria marca.  “A questão não é de copiar (os americanos) mas de ver o que fazem, o que dá certo, ficar observando e tentar adaptar isso a nossa realidade brasileira” , diz Silvia Nascimento, fundadora da primeira mídia negra no Brasil, o Site Mundo Negro, que proclama uma visão pró-africana de negritude universal. Os negros brasileiros lutam pela dignidade dos afrodescendentes através de mídias independentes e marchas pacíficas. Eles saem às ruas todo ano na Marcha contra o Genocídio da Juventude Negra e a Marcha das Mulheres Negras. Vários famosos brasileiros também apoiam essa ideia.
 Quer saber mais sobre o movimento? Na internet existem vários artigos e videos curtos explicando um pouco mais sobre o assunto. Vale muito a pena dar uma lida 😉

Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.

 

Mais Lidas