Connect with us

Comportamento

6 personagens femininas marcantes da literatura contemporânea

Published

on

Protagonismo feminino: 6 livros com mulheres fortes para conhecer
Rawpixel | Arte: Laura Ferrazzano

Sabemos que a literatura é um pilar extremamente importante para a construção social. Auxiliando muito no incentivo à cultura, é essencial que estejamos cada vez mais em contato com livros que mostrem mulheres como protagonistas. E, não apenas nos clássicos, nas obras contemporâneas as personalidades femininas se mostram cada vez mais poderosas, donas de mentes criativas e geniais e sempre à frente de seu tempo.

Para comemorar este 8 de março, Dia Internacional da Mulher, veja abaixo seis livros que contam com seis protagonistas incríveis que a todateen separou pra você!

Confira!

Bryce Quinlan | Cidade da Lua Crescente – Casa de Terra e Sangue

Divulgação

Bryce Adelaide Quinlan é uma semifeérica, meio-humana que trabalha para uma negociante de antiguidades, vendendo artefatos mágicos quase ilegais para viver. Ela também é a filha bastarda do Rei do Outono. Dois anos após o assassinato brutal de sua melhor amiga, Bryce une forças com o poderoso anjo caído, Hunt, para caçar o assassino.

Sinopse:

“Bryce Quinlan tinha a vida perfeita – trabalhava duro o dia todo e festejava noite adentro -, até que um demônio assassina alguns de seus melhores amigos, deixando-a destruída e mudando sua vida para sempre. Sem entender como sobreviveu ao ataque da besta, a semifeérica tenta superar a perda, com o consolo de que o culpado por conjurar o demônio está atrás das grades. Mas quando os crimes recomeçam, dois anos depois e com as mesmas características, Bryce se vê no meio de uma investigação que pode ajudá-la a vingar a morte dos amigos.

Hunt Athalar é um notório anjo caído, agora escravizado pelos arcanjos que um dia tentou derrubar. Suas habilidades brutais e força incrível foram definidas para alcançar um único objetivo: assassinar – sem perguntas – os inimigos do seu chefe. Mas com um demônio causando estragos na cidade, ele ofereceu um acordo irresistível: ajudar Bryce a encontrar o assassino, e sua liberdade estará ao seu alcance.

Enquanto Bryce e Hunt se aprofundam nas entranhas da Cidade da Lua Crescente, eles descobrem um poder sombrio que ameaça tudo e todos que amam, e encontram um no outro uma paixão ardente – que teria o poder de libertar os dois, se eles apenas a aceitassem.”

Daphne Bridgerton | O Duque e Eu

Divulgação

Sabemos que todas as irmãs Bridgerton são absolutamente inspiradoras, mas, como a mais velha, Daphne é dona de uma personalidade que a distingue das demais. Ela é compreensiva, gentil e uma garota que é bem à frente de seu tempo. Por aqui, já estamos animados para ver ainda mais dessa família incrível na segunda temporada da série – que já foi confirmada na Netflix.

Sinopse:

“Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas.

Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível.

É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga.

A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.

Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora, ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.”

+ Qual a importância dos contos de fadas para a sociedade no século 21?

Juliette Ferrars | Estilhaça-me

Divulgação

Juliette Ferrars é a protagonista principal e narradora da série Estilhaça-me. Ela tem um toque letal e ficou presa em um asilo por mais de 264 dias. Ao longo dos livros vemos a heroína se aliar de outros personagens para descobrir que segredos estão escondendo dela.

Sinopse:

“Juliette nunca se sentiu como uma pessoa normal. Nunca foi como as outras meninas de sua idade. O motivo: ela não podia tocar ninguém. Seu toque era capaz de ferir e até matar. Durante anos, Juliette feriu e, segundo seus pais, arruinou o que estava à sua volta com um simples toque, o que a levou a ser presa numa cela. Todo dia era escuro e igual para Juliette até a chegada de um companheiro de cela, Adam.

Dentro do cubículo escuro, Juliette não tinha notícias do mundo lá fora. Adam ia atualizando-a de tudo. Juliette não entendeu bem o que estava acontecendo quando foi retirada daquela cela e supostamente libertada, ao lado de Adam, e se vê em uma encruzilhada, com a possibilidade de retomar sua vida, mas por caminhos tortuosos e totalmente desconhecidos.”

Jude Duarte | O Príncipe Cruel

Divulgação

Jude Duarte é a protagonista principal da trilogia O Povo do Ar. Ela é uma humana e foi membro da Corte das Sombras. Como uma mortal criada com a nobreza, Jude está determinada a conquistar um lugar próprio entre os féricos. Ela é uma garota ousada e sempre consegue prosperar em suas ambições e estratégias.

Sinopse:

“Jude tinha 7 anos quando seus pais foram assassinados e foi forçada a viver no Reino das Fadas. Dez anos depois, tudo o que ela quer é ser como eles – lindos e imortais – e realmente pertencer ao Reino das Fadas, apesar de sua mortalidade.Mas muitos do povo das Fadas desprezam os humanos. Especialmente o Príncipe Cardan, o filho mais jovem, mais bonito e mais cruel do Grande Rei.

Para ganhar um lugar na Alta Corte, ela deve desafiá-lo… e enfrentar as consequências.Envolvida em intrigas e traições do palácio, Jude descobre sua própria capacidade para truques e derramamento de sangue. Mas, com a ameaça de uma guerra civil e o Reino das Fadas por um fio, Jude precisará arriscar sua vida em uma perigosa aliança para salvar suas irmãs, e o próprio Reino.”

Hetty | Meninas Selvagens

Divulgação

Todas as personagens deste livro são absolutamente intrigantes e fortes. Hetty é uma das protagonistas principais que se mostra completamente destemida para proteger suas amigas e solucionar os mistérios que assolam a Escola Raxter.

Sinopse:

“Há dezoito meses, a Escola Raxter para Meninas entrou em quarentena. Há dezoito meses, uma misteriosa doença virou a vida de Hetty do avesso.

Começou devagar. Primeiro, as professoras foram morrendo, uma a uma. Então, começou a infectar as alunas, transformando o corpo delas em algo cada vez mais estranho. Isoladas do resto do mundo e deixadas à própria sorte, as meninas não se atrevem a ultrapassar o limite da escola. Hetty, Byatt e Reese esperam a cura prometida enquanto a doença se alastra.

Mas tudo muda quando Byatt desaparece. Hetty não medirá esforços para encontrá-la, mesmo que isso signifique quebrar a quarentena e desbravar os horrores que as esperam além da cerca que separa a escola da floresta. E quando Hetty se lança rumo ao desconhecido, descobre que há muito mais mistérios por trás dessa história que ela jamais poderia imaginar.”

Addie | Amor & Sorte

Divulgação

Addie é a protagonista jovem e destemida de Amor & Sorte, de Jenna Evans Welch. Em entrevista exclusiva à todateen, a autora comentou que ama o quanto ela é ousada e leal. “Eu acho que lealdade era a principal característica que eu queria que ela tivesse. Ela é alguém que faria qualquer coisa pelas pessoas que ela ama. E para alguém como ela, que é tão leal, o fato de ter sido traída foi terrível demais. Então eu acho que o que eu mais amo nela é a lealdade dela e o comprometimento dela com os amigos e irmãos.”, falou ela na ocasião.

+ Exclusiva: Jenna Evans Welch, autora de “Amor & Gelato”, fala sobre seu novo lançamento e dá conselho amoroso!

Sinopse:

“Addie está visitando a Irlanda com a família e tentando aproveitar a paisagem verdejante para não pensar em seu coração partido. Porque, assim que voltar aos Estados Unidos, ela vai ter que enfrentar as consequências do fim terrível de seu romance de verão. Até lá, só quer relaxar enquanto os pais não descobrem o que aconteceu. Mas Ian, seu irmão mais velho, sabe de tudo e não a deixa em paz. Agora os dois, que sempre foram próximos, não param de brigar.

Tudo muda quando Addie descobre que Ian também está guardando segredos. Depois de uma série de imprevistos, em vez de ir visitar Lina, sua melhor amiga, na Itália, Addie se junta ao irmão em uma inesperada viagem de carro. O motorista é Rowan, um irlandês simpático (e bonitinho) que dirige, feito um louco, uma lata-velha apelidada de Trevo.

Nessas circunstâncias nada favoráveis, Addie conta apenas com um guia de viagem roubado da biblioteca do hotel, Irlanda para corações partidos, e torce para que os conselhos do livro realmente funcionem. Se a Ilha Esmeralda der tanta sorte quanto dizem, talvez ela consiga fazer as pazes com o irmão e, quem sabe, se apaixonar de novo.”

E você, mana? Qual sua protagonista feminina favorita?

Comportamento

Exclusiva: autora nacional Maria Anna Martins dá detalhes sobre seu 1º romance, “Olhos de Gato”

Published

on

Exclusiva: autora nacional Maria Anna Martins dá detalhes sobre seu 1º romance, "Olhos de Gato"
Divulgação/Lea Dantas @clickeresenha | Arte: Laura Ferrazzano

Mais uma autora nacional na área. Olhos de Gato é o primeiro romance da escritora nordestina Maria Anna Martins, que conta com muitas envolvimentos amorosos e confusões. O livro, que se passa no Recife, apresenta a vida da personagem Cassandra Moreira, uma jornalista.

Essa é a primeira comédia romântica publicada da autora que já conta com dois livros de contos autorais e um livro infantil pela editora Flyve. Além disso foi indicada duas vezes ao prêmio Strix de literatura. Em entrevista à todateen, Maria Anna falou mais sobre o seu processo criativo e revelou se tem mais novidades vindo por aí. 

+ Como é o processo de criação de capas de livros?
+ Última Página | Ainda é hoje

Confira!

todateen: Você sempre teve vontade de se tornar uma escritora?

Maria Anna Martins: Desde os 10 anos mais ou menos, mas comecei mesmo aos 13, quando escrevi meu primeiro original, hoje guardado a sete chaves, porque era muito menina. Eu sempre quis levar aos outros as milhares de sensações que um livro consegue passar, essa magia maravilhosa presente nas palavras.

tt: Quais são suas maiores inspirações para escrever?

MAM: A vida. Mesmo em histórias de fantasia, em meus contos, eu busco o que poderia ser real, no cotidiano o que poderia gerar uma boa história. Quando escuto uma expressão ou vejo algo legal, já fico pensando “como posso encaixar isso em um livro”? Ou “como eu descreveria isso em uma narrativa”? As histórias estão em todos os lugares.

tt: Quais são seus gêneros favoritos?

MAM: Comédia-romântica, contos e fantasia. Sem sombra de dúvidas. Mas leio de tudo.

tt: Como foi o seu processo de publicar e produzir “Olhos de Gato”?

MAM: A ideia de “Olhos de Gato” surgiu na faculdade, mas só trabalhei nele de verdade depois que me formei. E foi uma delícia escrever. Ainda não estava na Pandemia, então eu ia a uma cafeteria em uma livraria com meu leitor beta, Edmilton Azevedo. Escrevia um capítulo e logo em seguida ele revisava. Ao terminar o original, ainda enviei para uma leitura crítica e revisão, para só então publicar pela editora Sekhmet, que pertence a uma amiga minha. Ela leu os primeiros capítulos quando eu ainda estava escrevendo e declarou: eu vou publicar isso. Fizemos um arranjo, eu a ajudei por uns tempos com questões de comunicação (afinal, sou assessora de imprensa, além de escritora) e ela publicou. Foi uma felicidade!

tt: O plot de “Olhos de Gato” é sensacional. De onde veio a ideia de escrever essa história?

MAM: Foi durante um estágio. Não sei direito como a história veio, só veio. Eu estava no intervalo, então rascunhei o primeiro capítulo e guardei. Eu só sabia que queria escrever algo leve e pensei em uma situação desastrosa para qualquer pessoa. Foi assim que as primeiras frases de Cassandra surgiram.

Divulgação/Lea Dantas @clickeresenha | Arte: Laura Ferrazzano

tt: É incrível ver histórias como essa ambientadas no Brasil, especialmente no nordeste do país. Você sempre quis retratar os acontecimentos no Recife?

MAM: Sim, e vai ter livro novo no Recife (risos). Isso porquê eu sou nascida e criada no Recife. Posso até escrever futuramente sobre outros lugares (tem uma outra comédia romântica no forno que não se passará “só” no Recife), mas vou tentar incluir de alguma forma sempre que der. O Recife tem espaços suficientes para diferentes enredos. Quando a gente conhece e se identifica com um lugar, é muito mais fácil ambientar o livro e fazer os leitores se sentirem próximos de sua realidade.

+ Entrevista: conheça Matheus Maia, autor de “Cartas Para Rê” e outros romances LGBTQIA+
+ Exclusiva: novidade na literatura nacional, Nia França fala sobre seu lançamento “Irmandade dos Sem Futuro”

tt: A Cassandra é absolutamente icônica. Qual a parte que você mais gostou de escrever sobre ela?

MAM: Ah eu me diverti muito com ela! A parte que mais gostei foi de fazer os dramas. Eu queria uma personagem que fosse bem dramática, mas não ficasse chata. Sou de uma família de dramáticos e adorei tornar isso cômico em uma personagem. Faz parte, pessoas pensam assim volta e meia e estar na cabeça de Cassandra, vendo ela se embolar em suas confusões, tentando criar uma personagem que soasse real, que errasse, se arrependesse, amasse, enfim, gerasse empatia dos leitores foi um processo maravilhoso. Eu queria que o leitor sentisse que Cassandra poderia ser uma amiga próxima.

tt: Qual foi o seu maior desafio para dar vida aos personagens?

MAM: Decidir características, criar personagens e torná-los consistentes. Essa é sempre a parte mais difícil. Em um conto, a gente faz isso, mas ele é menor que um romance. No romance sua personagem tem que ser fiel a personalidade dela do início ao fim. Ela pode até mudar ao longo da narrativa, mas precisa ter motivos para isso. Eu fiz ficha de todos os personagens nesse livro, coloquei seus hobbies, livros favoritos, como falam, qualidades, defeitos, sonhos e até mesmo o signo. Nem tudo ficou explícito no livro, mas me ajudou a tentar fazer personagens reais. Além disso, peguei alguns detalhes, traços de amigas e parentes meus e misturei um pouquinho em alguns personagens. Ângela mesmo, foi inspirada na ilustradora Letícia Santiago, que ilustrou nosso primeiro livro infantil “A observadora de sombras”, lançado no fim do ano passado pela editora Flyve.

tt: Qual foi a cena que você mais gostou de escrever?

MAM: A de quando Jana conta seu segredo. Nada de spoilers aqui, mas foi uma cena importante para o livro e tentei ter delicadeza e mostrar apoio entre as amigas. “Olhos de Gato” é um romance, mas também fala muito sobre amizades e companheirismo. Amigues verdadeiros, fazem toda a diferença em nossa vida.

tt: Qual seu maior objetivo com a escrita? O que você mais quer passar para os leitores de suas histórias?

MAM: Emoções. Quero que sonhem, que riam, chorem, que reflitam, que dêem aquele suspiro delicioso de quando terminamos um bom livro e já sentimos saudades de suas páginas. Eu sempre desejei isso, conseguir gerar nos outros a magia que eu sinto quando leio um ótimo livro.

tt: Quais são seus planos para o futuro? Temos mais coisa vindo por aí?

MAM: Com certeza! Estou cheia de planos, inclusive uma fantasia para terminar esse ano e uma nova comédia-romântica para começar, além dos meus contos. Quero encontrar um agente literário e conseguir novas oportunidades. As histórias são infinitas e enquanto eu viver, sempre estarei escrevendo algo.


A comédia romântica está à venda no site da editora Sekhmet, no site da autora e nas livrarias Imperatriz, por R$25. Também está disponível em e-book na Amazon e para assinantes do Kindle Unlimited.

Continue Reading

Cinema e TV

Dorama: saiba tudo sobre a febre dos dramas asiáticos!

Published

on

Dorama: saiba tudo sobre a febre dos dramas asiáticos!
Divulgação | Arte: Laura Ferrazzano

Se você costuma fuçar no catálogo dos streamings, é bem provável que já tenha se deparado com a palavra dorama. Mas, afinal, o que são essas produções? Além dos animes, dorama é um outro tipo de conteúdo produzido em países asiáticos que vêm ganhando notoriedade no ocidente, principalmente pelas suas produções caprichadas e pelos temas que abordam.

Seja em forma de seriado ou longa-metragem/live-action, essas produções orientais estão fazendo muito sucesso, encantando o público que gosta de histórias contadas de uma maneira inovadora. Principalmente se forem fãs de animes e mangás, pois muitos doramas são, de fato, baseado neles. Vale ressaltar que, embora no Brasil tenha se tornado senso comum associar os doramas as novelas – como se fossem “novelas japonesas” – as diferenças tanto no formato, quanto no conteúdo, os aproximam mais das séries em termos de definição.

+ Cantinho Literário Todateen: indicações imperdíveis para o mês de abril

Os doramas – que possuem esse nome por conta do som da pronúncia japonesa da palavra “drama” –  geralmente são exibidos com um episódio por semana e seguem uma trama mais focada em um grupo específico de personagens, desenvolvendo-os mais a fundo ao invés de se desdobrar em diversos núcleos como as novelas brasileiras.

Além disso, os dorama podem ser desde uma história de comédia romântica, até um mistério, suspense policial, ação, fantasia, entre outros. O que às vezes causa confusão, por conta do nome, mas que não é especificamente um gênero dramático ou triste.

Em entrevista à todateen, Talitha Perissé, editora de aquisições de livros voltados para o público jovem, além de títulos de fantasia, ficção científica e quadrinhos na editora Intrínseca, afirmou que é fundamental que tenhamos acesso a outras culturas. “É muito significativo.”.

Netflix, Disney +, HBO Max e mais: o streaming pode acabar com o cinema e a televisão?

Talitha também trabalhou diretamente com a coleção dos livros “O menino que se alimentava de pesadelos”, “Criança zumbi” e “O cão alegre”, que tiveram origem no dorama It’s Okay to Not Be Okay (Tudo bem não ser normal), um dos hits da Netflix em 2020. As obras, que na produção são escritas pela personagem Ko Moon-young, são os fios condutores da trama que conquistou uma legião de fãs no Brasil e no mundo.

“Como fã de séries e novelas asiáticas, foi um privilégio poder trazer a coleção para o Brasil, e a equipe que trabalhou nos livros, além de ser composta por profissionais supertalentosas, também é muito fã da série. Foi uma experiência muito gostosa trabalhar com tanta dedicação nos livros e depois ver a reação das pessoas. Fez todo o esforço valer a pena.”, contou ela.

Dorama: saiba tudo sobre a febre dos dramas asiáticos!

Tanto o dorama It’s Okay to Not Be Okay, quanto os livros carregam mensagens muito fortes. “‘O cão alegre’ fala muito da solidão e de como nos acostumamos a ficar sozinhos. Essa temática ressoou muito em mim, principalmente agora, no cenário da pandemia, em que tenho sentido ainda mais falta das pessoas e percebido o valor de ter uma rede de apoio.”, contou Talitha, que ressaltou que outros livros na mesma linha, como “A mão e o tamboril“, serão publicados em maio pela editora.

Se tratando de uma enorme responsabilidade com os fãs, a especialista contou que tiveram vários aspectos em mente ao trazer esse títulos. “Manter os projetos gráficos dos livros iguais aos que são vistos na série; que o texto em português fosse fluido, sonoro e fizesse jus à edição em coreano; garantir produtos de qualidade para os nossos leitores e, claro, honrar a mensagem da série.”, explicou.

+ #StopAsianHate: entenda como a xenofobia se conecta com a política internacional

Com o movimento #StopAsianHate, principalmente no momento atual de pandemia que vivemos, Talitha refletiu sobre como os livros e outras produções de k-drama podem ajudar a barrar esses pensamentos racistas.

“Precisamos conhecer realidades e culturas diferentes da nossa, sair da bolha e tentar entender as vivências das outras pessoas. Essa é a principal forma de desconstruir visões preconceituosas. Não sei dizer se essas produções ajudam a barrar pensamentos racistas, mas acredito que consumir apenas produções de universos que conhecemos certamente não ajuda. Além disso, o mundo é tão vasto e incrível, e isso fica cada vez mais claro quando nos damos a chance de explorar essa diversidade.”, finaliza.

Continue Reading

Comportamento

Clubes de assinatura e pandemia: entenda como funciona as maiores empresas do ramo

Published

on

Clubes de assinatura e pandemia: entenda como funciona as maiores empresas do ramo
Divulgação | Arte: Laura Ferrazzano

Não é novidade para ninguém que a pandemia interferiu em diversos hábitos de consumo do mercado brasileiro. Um dos principais setores que cresceu consideravelmente no ano de 2020, foram os clubes de assinatura, em especial os literários.

Segundo pesquisa da Betalabs, os clubes registrados na plataforma conseguiram, em média, 605 novos assinantes por mês. Em todo o mercado, foram criados cerca de 900 clubes durante a pandemia – em 2014, existiam 300 em operação e, agora, são mais de 4.000 disponíveis no mercado.

Para explicar e entender melhor as especificidades de cada um, a todateen conversou com os principais clubes de assinatura literários.

+ Cantinho Literário Todateen: indicações imperdíveis para o mês de abril

Confira!

intrínsecos

Clubes de assinatura e pandemia: entenda como funciona as maiores empresas do ramo

Divulgação

Lançado na comemoração dos 15 anos da editora Intrínseca, o intrínsecos, seu clube de assinatura, está no terceiro ano de operação, com uma lista de autores ecléticos. Com a proposta de entregar todo mês na casa dos assinantes um título inédito e, na maioria das vezes, surpresa, o intrínsecos lançou, em primeira mão, desde obras de nomes consagrados e best-sellers, como Jojo Moyes (“Um caminho para a liberdade”), C. J. Tudor (“As Outras Pessoas”), a autores estreantes no Brasil, como Fernando Aramburu (“Pátria”) e Matt Ruff (com “Território Lovecraft”, que originou a série anunciada pela HBO).

As edições do intrínsecos são em capa dura, exclusivas e colecionáveis, pensadas para preencher com sua variedade de cores não só a estante, mas a imaginação dos leitores. Acompanham o livro a revista intrínsecos — com artigos, ensaios e variedades assinados por personalidades da arte e cultura nacional — marcador, postal e brinde, sempre personalizados de acordo com o livro do mês. Além da experiência da leitura, o intrínsecos promove grandes encontros entre os assinantes e autores da Intrínseca.

O intrínsecos está no terceiro ano de funcionamento e cresceu consistentemente nesse período, com o ano de 2020 registrando 124% de aumento na base de assinantes, segundo dados da editora. Até o momento, o lançamento de maior adesão foi “A vida mentirosa dos adultos”, da Elena Ferrante. “Foi um dos títulos que mais trouxe assinantes para o clube.”, esclarece a empresa.

Para se tornar um assinante, basta entrar no site www.intrínsecos.com.br e escolher entre os planos padrão e anual. O frete é fixo para todo o Brasil e a entrega é rastreável. Assinando até o último dia de cada mês, o leitor já recebe a caixa do mês seguinte. Caixas anteriores à adesão ao clube também podem ser adquiridas em vendas sazonais, exclusivas para assinantes.

TAG – experiências literárias

Clubes de assinatura e pandemia: entenda como funciona as maiores empresas do ramo

Divulgação

A proposta da TAG é mostrar que a literatura pode ser leve e divertida, presenteando o associado a cada mês com uma nova experiência literária e sensorial. A TAG acredita que é possível aproximar a leitura das pessoas e colocar os livros cada vez mais presentes no dia a dia. Atualmente, o clube possui 70 mil assinantes em todo o território nacional para os clubes “Curadoria”, que envia uma publicação indicada por grandes nomes da cultura, e “Inéditos”, que lança em primeira mão best-sellers internacionais ainda não publicados no Brasil. Recentemente, a empresa lançou a GROW, clube voltado para livros de negócios e crescimento pessoal.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a TAG cresceu consideravelmente. De janeiro de 2020 até o momento, o número de associados aumentou 75% —saltando de 40 mil para 70 mil. A receita, que em 2019 foi de R$ 34 milhões, aumentou para R$ 43 milhões no ano passado. A expectativa é que 2021 acabe com um total de R$ 63 milhões, impulsionado principalmente pelo e-commerce, que traz edições diferenciadas de livros, além de dar a opção para que os usuários (assinantes ou não) comprem os mimos entregues pela empresa.

+ Como é o processo de criação de capas de livros?

“Nossa missão é tornar a literatura um assunto de papo de bar no Brasil.”, afirma Gustavo Lembert, cofundador e CEO da TAG Livros, em entrevista recente à CNN. Desde o início de suas atividades, em julho de 2014, a TAG já publicou mais de 100 títulos, divulgando o trabalho de mais de 170 escritores, entre autores e curadores. Os títulos do mês, com a proposta de sair da zona de conforto, são divulgados somente após a entrega de todas as caixas, pois a surpresa faz parte da experiência

Além dos kits enviados mensalmente, e que incluem publicações dedicadas à obra e ao autor; design próprio de capas e embalagens; brindes temáticos inéditos e eventuais publicações exclusivas para assinantes, a TAG também conta com aplicativos próprios para fomentar a troca de experiências, a conversa sobre literatura e a união entre os leitores.

Para assinar, é só acessar o site www.taglivros.com.

turista literário

Clubes de assinatura e pandemia: entenda como funciona as maiores empresas do ramo

Divulgação

O grande diferencial do Turista Literário é incentivar assinantes a “viajarem” pelo universo das obras, com itens sensoriais que acompanham os livros. Ou seja: enquanto lê, você pode ouvir uma playlist, manusear o mesmo item que o protagonista, sentir um aroma ou fazer uma degustação de algo mencionado na obra.

A startup, que foi criada por duas irmãs a partir de suas experiências de leitura juntas durante a infância, vai completar cinco anos em junho de 2021. A cada mês, junto com um lançamento editorial para o público jovem adulto, o assinante recebe elementos que despertam os sentidos do leitor: a audição, por meio de uma playlist elaborada a partir da obra; o olfato ou o paladar – com itens aromáticos ou comestíveis; o tato – por meio de um item para tocar; e também um brinde útil e especial com arte exclusiva sobre o universo do livro, chamado de souvenir de viagem.

+ 6 personagens femininas marcantes da literatura contemporânea

Já o sentido da visão é aguçado pela própria leitura, pela área de conteúdo extra sobre a obra que é disponibilizada no site, quanto por todos os itens que formam a mala de assinatura. Cada edição traz um “selo” dentro de um guia de viagens para que o assinante possa carimbar seu passaporte com cada destino que viajar como um Turista Literário. Quanto mais carimbos, mais vezes seu nome aparece nos sorteios mensais, e ao fim de um ano, ele recebe um presente extra exclusivo.

“Acreditamos que esses elementos surpresa ajudam a incentivar o hábito e o gosto pela leitura”, afirma a sócia e curadora Mayra Sigwalt Chaves, booktuber e criadora do canal All About That Book. Ela explica que o foco do Turista Literário é o público jovem-adulto (YA – Young adult), mas o perfil de assinantes ultrapassa barreiras de idade. “Nossa principal linha editorial é fantasia e aventura, mas já enviamos vários contemporâneos, de mistério e até sci-fi. Procuramos tratar universos bem diferentes a cada viagem. A prioridade é sempre promover uma ótima história. O mais interessante é ver pessoas de faixas etárias tão variadas embarcando em leituras fora de sua zona de conforto, e amando a experiência”, explica.

O Turista Literário, com foco em uma imersão sensorial única, lúdica e prazerosa, mantém parcerias com mais de 18 editoras em todo o país para selecionar os títulos que compõem cada mala mensal. As inscrições podem ser feitas de 1 a 15 de cada mês, somente pela internet (www.turistaliterario.com.br), e os interessados podem optar por “viajar” mensalmente ou experimentar uma “mala” avulsa. Os pedidos são enviados, pelos Correios, sempre por volta do dia 25 de cada mês. Informações e assinaturas pelo site.

clube iluminados

Clubes de assinatura e pandemia: entenda como funciona as maiores empresas do ramo

Divulgação

Com a missão de despertar nossa consciência e expandir o caminho do autoconhecimento, o Grupo Editorial Pensamento lança um clube do livro pautado na tríade corpo-mente-espírito: O “Iluminados”.

Com mais de um século de história, a editora é pioneira na publicação de obras que trabalham temas relacionados a esses segmentos. Imbuído da missão de oferecer uma experiência completa, o “Iluminados” envia mensalmente à casa do assinante um livro de referência – seja um livro raro e difícil de encontrar ou um lançamento – de temas como esoterismo, espiritualidade, autoajuda, psicologia, sabedoria oriental e saúde com terapias alternativas.

Cada livro vem com sobrecapa exclusiva, um brinde temático e conteúdos complementares elaborados por especialistas em cada tema, para auxiliar a expansão da mente e da consciência do leitor. Os assinantes terão, ainda, desconto de 30% em todo o catálogo da editora, comprando diretamente do site do Grupo Editorial Pensamento (www.grupopensamento.com.br).

Os kits são enviados a partir do dia 11 de cada mês e podem ser contratados até o último dia do mês anterior. O assinante pode optar pela contratação mensal ou anual, com desconto. As assinaturas começarão em maio e os primeiros kits chegarão aos participantes em junho.

Para assinar, acesse o site.

Continue Reading
Advertisement
Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.

 
Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Mais Lidos

Copyright © 2020 - Website produzido por Perfil.com Ltda. Uma parceria de conteúdo Perfil Brasil e Editora Alto Astral. Este site é parceiro do UOL Entretenimento.