Connect with us

Cinema e TV

Precisamos falar sobre Friends: da misoginia à gordofobia, o que aprendemos 26 anos depois

Published

on

Precisamos falar sobre Friends: da misoginia à gordofobia, o que aprendemos 26 anos depois
Divulgação/Montagem

Friends é uma das séries mais amadas de todos os tempos. Completando 26 anos desde que o primeiro episódio foi ao ar, em 1994, o sitcom ainda tem uma enorme influência por parte do público.

“Friends fez o sucesso que fez por causa da construção de cada um de seus personagens principais. Todos eles tinham falhas de personalidade, mas como grupo, era unido e consistente”, afirma Paulo Gustavo Pereira, jornalista especializado em séries de TV.

Além disso, Paulo ainda explica que o sitcom foi revolucionário, já que quando algum dos personagens possuíam algum problema moral sério, todos tentavam ajudar – mesmo indo contra suas próprias personalidades.

“Para uma comédia de costumes isso era algo muito raro, mas muito comum em séries dramáticas de tribunais, médicos e policiais”, explica.

Com referências a clássicos como Miami Vice (série de televisão americana famosa na década de 1980) e participação de astros como Gary Oldmann e Reese Witherspoon, Friends veio preencher uma lacuna importante deixada por Seinfeld – transmitida pela primeira vez em 1989.

“Não são séries iguais enquanto estrutura, mas seus personagens sempre tiveram um pé na desarmonia, com problemas de integração social que beiravam a neurose mental. Em Friends, essa questão é amenizada como se fossem americanos típicos de classe média, que descobrem a amizade como forma de entender a sociedade do final do século passado”, analisa o jornalista.

No entanto, é natural que a percepção de alguns aspectos – antes considerados como meras piadas – mude com o tempo. Com um público moderno e mais engajado, algumas formas de comédia são vistas como gordofóbicas, racistas e preconceituosas em geral. Por isso, mesmo amando Friends, é super necessário entender que, por ter sido feito em outra época, existem pontos que para os moldes atuais, envelheceram mal.

gordofobia

Um dos pontos mais problemáticos é a representação do passado de Monica Geller como gorda: a personagem, vivida por Courteney Cox, era constantemente motivo de piada entre os amigos por conta de seu peso. A “Monica gorda” foi uma versão que serviu para perpetuar o estereótipo de pessoas com sobrepeso no audiovisual, vistos sempre como os engraçados e piadistas – mas principalmente aqueles que são incapazes de estar em um relacionamento amoroso.

amamentação

O seriado também retrata a relação dos homens com a amamentação de uma forma bastante infantil. No episódio em que Carol Willick (Jane Sibbett), primeira esposa de Ross Geller (David Schwimmer), está amamentando o seu bebê, Chandler Bing (Matthew Perry) e Joey Tribbiani (Matt LeBlanc) são totalmente desrespeitosos e ficam com nojo do leite materno.

assédio

Chandler e Joey – adorados pelos fãs da série -, objetificam corpos femininos em diversos momentos, além de fazerem comentários inconvenientes e bastante desrespeitosos às mulheres. Ao refletirmos sobre algumas das piadas proferidas, percebemos como certos apontamentos deles reforçam o machismo e a misoginia.

transfobia

A história de Helena Handbasket (Kathleen Turner, atriz cis), o pai de Chandler que se assumiu trans, é tratada de forma super preconceituosa – principalmente quando se diz respeito à reação dos personagens, que sempre fazem piadas sobre o assunto. Um dos episódios em que mais podemos ver isso é no casamento de Monica e Chandler, quando todo o resto dos amigos fica zombando da aparência de Helena.

Confira o antes e depois do elenco de Friends!

A própria criadora da série, Marta Kauffman, já afirmou, em entrevista ao jornal USA Today, que se não se orgulha da forma como as coisas foram conduzidas. “Acho que na época não tínhamos muito conhecimento sobre pessoas trans, e não tenho certeza se usamos os termos apropriados. Esse é o meu maior arrependimento”, contou.

misoginia e machismo

Ross – não só pela história do “estávamos dando um tempo” – é um dos personagens mais controversos em Friends. É possível analisar diversos comportamentos problemáticos quando falamos da relação dele com o filho, Ben. Quando o garoto começa a se interessar por brinquedos visto como “femininos”, como bonecas, vemos machismo e homofobia presentes nas falas do pai – que com medo do filho “virar gay”, incentiva o menino a brincar com brinquedos mais “masculinos”.

Outro problema frequente endossado pela série, são os estereótipos de gênero. Ross, quando descobre que a babá do filho é um homem, logo deduz que o profissional só pode ser gay, já que a tarefa de cuidar de uma criança, para ele, é totalmente ligada à feminilidade.

masculinidade tóxica (e frágil)

Uma outra piada super frequente em Friends, é o fato de Chandler estar constantemente preocupado com a imagem que está mostrando para as pessoas – além de sempre tentar enfatizar sua masculinidade na frente dos amigos.

+ Teste: quem é você em Friends?

São por essas e outras que é necessário sempre analisar e refletir sobre os conteúdos que consumimos. Mesmo em uma série histórica como essa, a época, os valores e as ideologias dos profissionais envolvidos na produção sempre irão transparecer através de um discurso. Por isso, é possível que consigamos apreciá-las, sempre tendo consciência de que algumas coisas não fazem mais sentido (ainda bem).

Aproveitando o mood séries, que tal relembrar 10 personagens poderosas da TV e Netflix? Dá o play, mana!

Cinema e TV

Al Pacino dormindo, diversos erros técnicos e mais: confira os melhores memes do Globo de Ouro 2021

Published

on

Al Pacino dormindo, diversos erros técnicos e mais: confira os melhores memes do Globo de Ouro 2021
Sandra Molina (NBCUniversal)

A temporada de premiações começou! O Globo de Ouro 2021 se deu neste domingo (28). A 78ª edição do prêmio foi promovida, como sempre, pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, celebrando as produções mais aclamadas do cinema e da televisão norte-americanos. O evento, para a surpresa de todos, contou com muitos problemas de conexão, soneca ao vivo e looks para ficar em casa, rendendo os melhores memes.

+Chadwick Boseman, primeira diretora chinesa vencedora e mais: confira a lista completa de ganhadores do Globo de Ouro 2021

+Globo de Ouro 2021: confira os melhores looks da premiação

Confira os momentos do Globo de Ouro 2021 que viralizaram nas redes sociais:

Problemas técnicos

O Globo de Ouro teve uma quantidade maior do que o esperado de problemas técnicos, como conexão ruim logo na primeira categoria, microfones mutados na hora do discurso… O pior momento se deu no agradecimento de Catherine O’Hara, quando seu parceiro resolveu fazer barulhos para “brincar” com a atriz, já que para muita gente pareceu um problema de conexão, e quando ficou nítido que era uma piada, poucos encontraram a graça.

Bill Murray representou todo mundo com seu lookinho e drink

Roupa tie-dye de Jason Sudeikis

Afinal, a premiação foi em casa, não há necessidade de se vestir de gala para sentar no sofá.

Reação de Emma Corrin 

Não foi exatamente um meme, mas entrou para a lista de melhores momentos após nossa Diana ganhar na categoria disputada pela rainha Olivia Colman (que reagiu à vitória da colega com um largo sorriso <3).

A casa de Jeff Daniels possui muitas portas

O pessoal perdeu o discurso do ganhador da categoria porque o número de portas da casa de Jeff foi mais chamativo.

Al Pacino foi filmado por um bom tempo dormindo

A gente gostaria de ressaltar que a categoria dele demorou bastante e uma soneca era necessária.

Continue Reading

Cinema e TV

Em discurso crítico ao Globo de Ouro 2021, Jane Fonda cita a ausência de “I May Destroy You”

Published

on

Em discurso crítico ao Globo de Ouro 2021, Jane Fonda cita a ausência de "I May Destroy You"
Sandra Molina (NBCUniversal)

A temporada de premiações de 2021 começou! O Globo de Ouro 2021 se deu neste domingo (28). A 78ª edição do prêmio foi promovida, como sempre, pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, celebrando as produções mais aclamadas do cinema e da televisão norte-americanos. Entre os destaques da noite está a homenagem do evento à Jane Fonda, a qual recebeu o prêmio Cecil B. de Mille pelo conjunto de sua obra na televisão e cinema e na linha de frente das questões sociais.

+Chadwick Boseman, primeira diretora chinesa vencedora e mais: confira a lista completa de ganhadores do Globo de Ouro 2021

+Globo de Ouro 2021: confira os melhores looks da premiação

A atriz de 83 anos recusou a ajuda para subir ao palco, recebeu o prêmio e realizou um discurso potente sobre a importância de representatividade, um shade para lá de potente ao Globo de Ouro, já que a premiação não possui pessoas negras entre os membros responsáveis pela decisão de vitória das estatuetas, fator que pode explicar esnobadas em produções como “I May Destroy You”, citada por Jane Fonda.

Confira o discurso completo:

“Eu vi muita diversidade em minha longa vida e às vezes fui desafiada a entender algumas das pessoas que conheci, mas inevitavelmente, se meu coração estiver aberto e eu olhar além da superfície, sinto afinidade. É por isso que todos os grandes condutores da percepção nos falaram em histórias, poesia e metáfora, porque as formas não lineares que são a arte falam em uma frequência diferente. Eles geram uma nova energia que pode nos abrir e penetrar em nossas defesas, para que possamos ver e ouvir o que podemos ter medo de ver e ouvir.

Apenas neste ano Nomadland me ajudou a sentir amor pelos errantes entre nós, e Minari abriu meus olhos para a experiência de imigrantes lidando com as realidades da vida e novas terras. Judas e o Messias negro, Machado Pequeno, Uma Noite em Miami e outros demonstraram minha empatia pelo que significa ser negro. I May Destroy You me ensinou a considerar a violência sexual de uma maneira totalmente nova.

A vida em nosso planeta nos mostra como nosso pequeno planeta azul é frágil e nos inspira a salvá-lo e a nós mesmos. As histórias realmente podem mudar as pessoas. Mas há uma história que temos medo de ver e ouvir sobre nós mesmos neste setor, uma história sobre quais vozes respeitamos e elevamos, e quais ignoramos. A história de quem oferece um lugar à mesa e quem é mantido fora das salas onde as decisões são tomadas.

Então, vamos todos nós – incluindo todos os grupos que decidem quem é contratado, o que é feito e quem ganha prêmios – nos esforçar para expandir essa tenda, para que todos se levantem e a história de todos tenha uma chance de ser vista e ouvida. Quero dizer, fazer isso significa simplesmente reconhecer o que é verdade, e estar em sintonia com a diversidade emergente que está acontecendo por causa de todos aqueles que marcharam e lutaram no passado. Por causa daqueles que pegaram o bastão hoje. Então, vamos ser líderes.”

Continue Reading

Cinema e TV

Taylor Simone Ledward, esposa de Chadwick Boseman, recebe Globo de Ouro pelo marido e faz discurso emotivo

Published

on

Taylor Simone Ledward, esposa de Chadwick Boseman, recebe Globo de Ouro pelo marido e faz discurso emotivo
Fotos: Sandra Molina, Cortesia NBCUniversal

A temporada de premiações de 2021 começou! O Globo de Ouro 2021 se deu neste domingo (28). A 78ª edição do prêmio foi promovida, como sempre, pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, celebrando as produções mais aclamadas do cinema e da televisão norte-americanos. Entre os destaques, está a vitória do falecido ator Chadwick Boseman em melhor atuação de drama no filme “A Voz Suprema Do Blues”. O prêmio foi recebido pela esposa do artista, Taylor Simone Ledward, a qual fez um discurso emotivo.

+Chadwick Boseman, primeira diretora chinesa vencedora e mais: confira a lista completa de ganhadores do Globo de Ouro 2021

+Globo de Ouro 2021: confira os melhores looks da premiação

“Ele agradeceria a Deus. Ele agradeceria aos pais. Ele agradeceria aos seus ancestrais, por sua orientação e seus sacrifícios. Ele diria algo lindo, algo inspirador, algo que amplificaria aquela vozinha dentro de todos nós que diz que você pode e que te diz para continuar – e que te chamaria de volta ao que você deveria estar fazendo neste momento da história. Ele agradeceria ao Sr. George C. Wolfe, ao Sr. Denzel Washington, a muitas pessoas da Netflix. Ele agradeceria a Sra. Viola Davis. Não tenho as palavras dele, mas temos que aproveitar todos os momentos para celebrar aqueles que amamos, então obrigada HFPA, por esta oportunidade de fazer exatamente isso. E, querido? Continue mandando ver”, disse Taylor com muita emoção.

Mais uma vez as atrizes Tina Fey e Amy Poehler foram as anfitriãs. Mas, neste ano, houve uma mudança: Poehler apresentou o Globo de Ouro no palco do Beverly Hilton Hotel (casa em que geralmente ocorre a premiação), em Los Angeles, enquanto Fey estava no topo do Rockefeller Plaza (sede da emissora NBC), em Nova York.

Outro destaque da noite foi a consagração de Chloé Zhao na categoria de melhor direção pelo filme “Nomadland!”, filme que ganhou na categoria de melhor filme de drama. Trata-se da primeira mulher chinesa a ganhar nestas categorias, que costumam ser de profissionais homens e americanos.

Continue Reading
Advertisement
Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.

 
Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Mais Lidos

Copyright © 2020 - Website produzido por Perfil.com Ltda. Uma parceria de conteúdo Perfil Brasil e Editora Alto Astral. Este site é parceiro do UOL Entretenimento.