Connect with us

Entretenimento

Justin Bieber andou procurando por Selena no Google – mas ele tem uma boa explicação

Prepare-se! Porque lá vem textão

Published

on

Selena Gomez e Justin

Eita! Parece que os fãs do casal Selena Gomez e Justin Bieber continuam firmes e fortes com a ideia de que os dois ainda possam reatar no futuro. E eles encontraram algo que alimentou ainda mais essa esperança.

Selena Gomez e Justin não estão mais juntos – mesmo!

É isto! Apesar do gato não querer mais falar sobre a sua ex desde que precisou responder uma mensagem maldosa de uma hater no Twitter, o gato ainda andou procurando sobre ela no Google.

A história toda veio à tona ontem, (25), quando Justin e Hailey postaram um story fazendo uma brincadeira para desmentir uma manchete do Daily Telegraph que dizia que “Justin Bieber largou Hailey, que estaria supostamente grávida!”

No vídeo o casal aparece dando risada da situação não só pelo nome de Justin que está escrito errado, mas porque ele deu um tapa de brincadeira na barriga de Hailey para provar que ela não estava grávida.

Mas, os fãs estavam mesmo prestando atenção em outra coisa. No lado esquerdo do vídeo é possível ver o histórico de busca no Google de Justin e tudo indica que ele estava assistindo a apresentação de Sel no Coachella. Dá para ver o nome “Ozuna”, com quem ela performou junto com Cardi B e DJ Snake.

selena gomez e justin

Dá só uma olhada no canto esquerdo da foto! – Foto: Reprodução/Instagram

O problema da situação toda, foi que alguns seguidores começaram a achar que o cantor queria que as pessoas pensassem que estava rolando algo entre Selena Gomez e Justin novamente. Mas, ele prontamente já explicar sobre o assunto.

O que Justin disse sobre o vídeo?

“Ele surgiu depois que minha esposa e eu estávamos [assistindo] a minha performance no Coachella que ela fez logo depois da minha porque é algo relacionado … feliz que ela tenha treinado o Coachella também é ótimo … não tenho nada para esconder eu não sei que foi lá que eu não pensei duas vezes e ainda não, porque eu não tenho nada para esconder,” escreveu ele com alguns erros na escrita.

Então ele continuou, agora pedindo desculpas pelos erros de digitação:

“Wow, Justin, aprende a digitar! Eu odeio digitar neste maldito iPad o que eu quis dizer é aquele vídeo de Selena cantando “Taki Taki“surgiu depois que minha esposa e eu assistimos a minha performance no Coachella. Obviamente, ela estará na categoria relacionada, [literalmente] foi o próximo vídeo que tocou … para fãs e pessoas que pensam que eu estou mal intencionado tentando começar a crescer”.

Mas, ele ainda não tinha acabado…

“Por favor, parem de ler as coisas e fazer algo do nada”, escreveu ele. “O ponto do vídeo era para ser engraçado que eles estavam dizendo que eu terminei em Hailey e eles soletraram meu nome errado esta idéia que eu secretamente conspira em abrir minha história propositadamente e diminuir o zoom o suficiente para que você possa ver o nome dela. Loucos”, escreveu o canadense.

“Estas são vidas reais que vocês estão falando sobre emoções reais parem de agir como se você soubesse qualquer coisa sobre qualquer coisa … vá para a escola, leia seus livros e se concentre em sua própria vida pessoal “, terminou.

E por fim, deixou um recado para quem espera ver Selena Gomez e Justin juntos

As pessoas têm suas próprias [fantasias] sobre como elas acham que minha vida deveria ir e inventar todas essas teorias e usar sua imaginação em demasia … isso termina aqui nunca mais voltará a se envolver com isso, mas teve que corrigir o recorde uma vez e para todos. Somos adultos [não] estamos jogando jogos. Sempre haverá algo”.

Bom, independente do que o histórico de Justin realmente signifique para ele, nós precisamos respeitar as suas escolhas e torcer para a sua felicidade plena!

Entretenimento

Leigh-Anne, Noah Urrea e outras celebridades pedem justiça por João Pedro

Published

on

Divulgação

Inúmeras celebridades estão mostrando apoio a movimentos e protestos na última semana. Nas redes sociais diversas petições e posts de conscientização tem sido feitos, bem como manifestações antirracistas. Nos Estados Unidos o foco é buscar justiça por George Floyd, ex-segurança negro morto por policiais brancos e milhares de outras vítimas negras perdidas devido à violência brutal. Aqui no Brasil as pessoas estão pedindo visibilidade para o caso de João Pedro.

O garoto de 14 anos foi baleado pelas costas após policiais entrarem em sua casa durante uma operação das polícias Civil e Federal no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, no dia 18 de maio.

Em um gesto solidário que comoveu os internautas brasileiros, Viola Davis, estrela da série How To Get Away With Murder, foi uma das primeiras a compartilhar um abaixo-assinado online que pede justiça pela morte do menino.

Em sua postagem, a atriz divulgou o link da petição — que tem meta de 1 milhão de assinaturas e em união a hashtag #BlackLivesMatter. O movimento denuncia a violência policial contra as pessoas negras desde que o adolescente americano Trayvon Martin, de 17 anos, foi morto a tiros, em 2013, pelo segurança de um condomínio nos Estados Unidos. A partir de 2016, o movimento começou a chegar em outros países.

Leigh-Anne, do Little Mix, também usou as suas redes sociais para aumentar o alcance da luta por João. Em sua postagem, ela pediu assinaturas e para que encontrem os “monstros” que fizeram isso e claro, justiça.

Noah Urrea, do Now United, também foi uma das celebridades a aderirem o movimento. Em um post no seu Twitter, ele pediu para lembrarmos o nome de João Pedro e assinar a petição.

Continue Reading

Entretenimento

“Blackout Tuesday”: celebridades e indústria fonográfica promovem apagão em combate ao racismo!

Published

on

Divulgação

Este com certeza não será um dia “normal” como os outros. Nesta terça-feira (2), as redes sociais amanheceram de um jeito incomum, assim como a indústria fonográfica, que não irá incentivar qualquer atividade de promoção, divulgação e atualização de dados em charts oficiais.

O assassinato de George Floyd, asfixiado por mais de 7 minutos por um policial, em Minneapolis, foi o estopim para quem, durante tanto tempo, engolia a seco a desigualdade racial. Desde então, o sentimento de revolta e indignação se espalhou pelo globo. Diversos países, mas principalmente os Estados Unidos, contaram com manifestações em prol da igualdade racial e pelo fim da violência policial.

Por isso, o movimento #TheShowMustBePaused (#OShowPrecisaSerPausado, em tradução livre), organizado por Jamila Thomas e Brianna Agyemang, acontece hoje, dia 2 de junho de 2020, como uma espécie de “blackout” nas redes sociais e em diversos serviços. Jamila e Brianna, que são artistas pretas, sugeriram que formadores de opinião e gravadoras permaneçam silenciados por um dia inteiro, sem publicações nas redes sociais, sem qualquer tipo de produção de conteúdo.

No Instagram, tudo o que se vê são publicações com imagens pretas, tal como as fotos de perfil. Inclusive, inúmeras celebridades já aderiram ao movimento, como Rihanna, Mariah Carey, Alicia Keys, Ariana Grande, Dua Lipa, Halsey, Camila Cabello, Shawn Mendes, e o clã Kardashian-Jenner.

Empresas como Spotify, Apple Music, Capitol Records, além de diversas das mais importantes rádios dos Estados Unidos estão engajadas com o movimento. Inclusive, o Spotify já começou a atualizar suas principais playlists em alguns países com capas pretas e a descrição “Black Lives Matter”. Assim, a plataforma está colocando em destaque músicas que abordam essa questão, como This Is America, de Childish Gambino.

O silêncio é uma das melhores maneiras encontradas pelos artistas para fazer o público refletir sobre os últimos acontecimentos e lutar contra esse mal, que há tanto tempo assombra a sociedade, e persegue pessoas de bem.

Continue Reading

Entretenimento

Atriz de “Glee” rebate comentário de Lea Michele sobre “Black Lives Matter” com acusação de racismo

Published

on

Divulgação

O caso de racismo sofrido por George Floyd, homem negro de 41 anos que foi assassinado por um policial branco após uma abordagem, repercutiu no mundo todo. Nos últimos dias, diversas celebridades tem se posicionado por meio de posts e presença nos protestos americanos. Lea Michele, protagonista de Glee, fez um tweet em apoio à causa, entretanto, Samantha Ware rebateu seu comentário expondo atitudes agressivas da atriz.

“George Floyd não merecia isso. Isso não foi um caso isolado e deve parar. #VidasNegrasImportam”, escreveu Lea na última sexta-feira (29). Nesta manhã, a intérprete de Jane Hayward, Samantha Ware se mostrou incomodada com o posicionamento da protagonista diante de seu comportamento considerado racista com a mesma, o que teria feito com que ela repensasse a carreira de atriz.

“Que engraçado, você lembra quando fez o meu primeiro programa na TV um inferno? Porque eu nunca vou esquecer. Eu acho que você contou pra todo mundo que se tivesse oportunidade você ‘iria c*g*r na minha peruca’. Além de outras microagressões traumáticas que fizeram eu questionar sobre minha carreira em Hollywood”, escreveu Samantha.

O comentário de Samanta gerou grande repercussão, contando com tweets de apoio feitos não só pelos fãs, mas também Alex Newel, Amber Riley e Dabier Snell, que também atuaram no seriado, dando a entender que as acusações de Samantha são verdadeiras.

Até o momento de divulgação desta matéria não houve pronunciamento oficial de Lea Michell sobre o caso.

Continue Reading
Advertisement
Combinação de Nomes

Todos os nomes possuem significados e juntos formam uma combinação única!

Digite nos campos abaixo e descubra nos mínimos detalhes.

 
Combinação de Signos

Confira a combinação de signos para todos do zodíaco

Descubra quais signos combinam no amor, sexo, trabalho e amizade. Faça quantas combinações desejar e compartilhe!

Mais Lidos

Copyright © 2020 - Website produzido por Perfil.com Ltda. Uma parceria de conteúdo Perfil Brasil e Editora Alto Astral. Este site é parceiro do UOL Entretenimento.